Estilo

A história das máscaras de Pierrot

Escrito por gwen bruno | Traduzido por mayara leal

O Pierrot é a versão francesa de Pedrolino, que era uma personagem da "commedia dell'arte". Essa era uma forma da arte de improvisação que começou no norte da Itália e outras partes da Europa no século XVI. Os artistas viajantes montavam palcos ao ar livre e faziam malabarismo, acrobacias e pequenas peças de teatro com base nos personagens e cenários.

Outras pessoas estão lendo

Máscaras da "commedia dell'arte"

Os personagens eram sempre identificáveis ​​por suas máscaras e fantasias. Na "commedia dell'arte", a máscara não se refere literalmente a uma cobertura de rosto, mas a um tipo de personagem particular. Outros personagens conhecidos da "commedia dell'arte" são o Arlequim e Colombina (servos cômicos), Pulcinella (caráter vicioso que foi o precursor do personagem Punch, em "Punch and Judy") e Scaramouche (um aventureiro).

A origem do Pierrot

No início, o personagem Pierrot era um ato à parte do show e servia de prelúdio para a apresentação principal. O Pierrot era um acrobata que realizava imitações e caricaturas. Ele era um "Zanni", ou palhaço, que gostava de fazer pegadinhas e seu trabalho era causar confusão na peça. A sua vestimenta era toda branca (às vezes com detalhes em preto). Seu chapéu era alto e pontudo ou pequeno com abas largas.

O palhaço triste

Pedrolino ou Pierrot normalmente tinha um rosto branco de pó de arroz e, raramente, uma máscara de verdade. O ator que o interpretava deveria mostrar uma grande variedade de emoções em seu rosto, pois o personagem era uma pessoa encantadora, gentil e tão confiável que os outros se aproveitavam de sua ingenuidade. Ele era um "perdedor nato", que se tornou o palhaço triste quando o seu coração foi quebrado por Colombina, que amava o Arlequim.

Pedrolino torna-se Pierrot

A transformação do personagem italiano Pedrolino em seu homólogo francês Pierrot é atribuída a um ator chamado Giuseppe Giratoni (que fez sua performance na companhia parisiense por volta de 1665). Ele acentuou a inocência do personagem e se vestia com a roupa que nós associamos com o Pierrot de hoje - um traje branco folgado, com mangas compridas e um rufo, e um grande chapéu que cai em torno de seu rosto esbranquiçado.

Pierrot moderno

Até o final do século XIX e início do século XX, o Pierrot tinha evoluído para um "sonhador melancólico" -- um romântico com o temperamento de um artista atormentado. Ele era um conformado que escondia sua dor dos outros, exceto pela única lágrima em seu rosto. A famosa pintura cubista de Picasso "Os Três Músicos" apresenta dois personagens da "commedia dell'arte": Arlequim e Pierrot, juntamente com um monge.

Mais galerias de fotos

Comentários

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2014 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media