História do símbolo da medicina

Escrito por china zmuida | Traduzido por fernanda lemi
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
História do símbolo da medicina
O caduceu de Hermes com um bastão, duas serpentes e asas é um dos símbolos da medicina (Caducée: deux serpents enroulés autour d'un baton ailé. image by Bruno Bernier from Fotolia.com)

O símbolo da medicina vem sendo usado há milhares de anos. Ele possui duas representações: uma é o bastão de Asclépio e, a outra, o caduceu de Hermes. Organizações médicas adotaram o símbolo de Asclépio de um bastão e uma serpente como uma representação da medicina, enquanto que corporações farmacêuticas e os militares adotaram o símbolo do caduceu. Ambos os símbolos possuem representações completamente diferentes, mas acabaram simbolizando a ideologia da medicina.

Outras pessoas estão lendo

Bastão de Asclépio

Segundo o Dr. Keith Blayney, do Conselho Médico da Nova Zelândia, organizações como a Organização Mundial da Saúde utilizam o símbolo do bastão de Asclépio. Ele foi um médico na Grécia, e na mitologia, Asclépio era o deus da cura. A ideia do bastão era simbolizar o rejuvenescimento, já que as cobras trocam de pele.

A origem da serpente única

Infecções causadas por parasitas eram comuns nas civilizações primordiais. O parasita mais comum era o nematódeo Dracunculus medinensis, também conhecido como a "serpente de fogo". Os primeiros médicos faziam uma incisão no caminho do nematódeo na pele do paciente. Conforme o verme ia saindo pela incisão, o médico pegava um varão, enrolava o nematódeo nele e, com cuidado, o envolvia até que fosse extraído. Segundo o Dr. Blayney, a prática de remover a serpente de fogo era tão comum, que os médicos faziam propaganda de seus serviços com um verme em um varão.

O símbolo do bastão

Desde o século 16, tanto o bastão de Asclépio quanto o caduceu de Hermes eram utilizados em materiais impressos. Eles eram usados em capas de farmacopeias (livros para identificar remédios) dos séculos 16 ao 18. Eventualmente, o uso do bastão de Asclépio tornou-se o símbolo da medicina para organizações médicas.

Hermes

Hermes é o deus dos encantamentos mágicos, condutor dos mortos e observador dos mercadores e ladrões. O caduceu é o bastão mágico de Hermes. Durante o século 7, Hermes era ligado à alquimia. Segundo o Dr. Blayney, pensava-se que os alquimistas fossem filhos de Hermes, ou herméticos. Foi durante o século 7 que o uso do caduceu como símbolo da medicina começou. Ele era representado por um bastão com duas serpentes entrelaçadas e com asas.

O caduceu

Os alquimistas praticavam não somente as artes da alquimia, mas também medicina, farmacologia e química, motivo pelo qual eles adotaram o uso do caduceu. Esse símbolo tornou-se um símbolo da medicina para muitas organizações médicas, especialmente durante os séculos 19 e 20. Segundo o Dr. Blayney, o uso do caduceu tornou-se ainda mais predominante com sua adoção pelo Departamento Médico do Exército dos Estados Unidos, em 1902. Desde o século 20, as organizações têm usado mais o bastão de Asclépio, enquanto o símbolo do caduceu pode ser visto predominantemente em corporações farmacêuticas e no exército americano.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível