Como identificar e descrever articulações

Escrito por lindsey robinson sanchez Google | Traduzido por carla yoshida
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como identificar e descrever articulações
O quadril e o ombro são as únicas articulações sinoviais (Jupiterimages/Goodshoot/Getty Images)

As articulações sinoviais podem ser encontradas em apenas dois locais no corpo: quadril e ombro. Essas articulações são compostas de dois ossos, amortecidos pelo líquido sinovial e unidos por ligamentos. Podem realizar uma grande variedade de movimentos, permitindo que as pernas e os braços movam-se para frente e para trás, para perto e longe do corpo. Permitem também a rotação de ombros e quadris. Essas articulações possuem uma forma distinta, sendo fáceis de serem identificadas.

Nível de dificuldade:
Moderado

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Modelo de esqueleto

Lista completaMinimizar

Instruções

    Identificando e analisando as articulações sinoviais

  1. 1

    Verifique o formato das articulações no modelo do esqueleto. As articulações sinoviais possuem claramente uma cabeça e um encaixe. A cabeça se encaixa livremente na parte côncava da articulação. Por exemplo, o quadril é formado pela cabeça do fêmur e a parte côncava da pelve.

  2. 2

    Verifique a extensão dos movimentos. Essas articulações por definição têm a melhor movimentação do que qualquer outra no corpo e permitem flexão, extensão, adução, abdução e rotações interna e externa. Por exemplo, o ombro permite o movimento de adução e abdução do braço (abrir e fechar), flexão e extensão (para frente e para trás). Ao levantar os ombros e projetá-los para frente, o movimento é de rotação. Quando se faz movimentos circulares grandes, há uma combinação de todos esses movimentos. Em contraste, uma articulação de dobradiça como nos dedos, joelhos e cotovelos somente é possível realizar flexão e extensão.

  3. 3

    Observe a profundidade da parte côncava. Se ela for profunda, isso indica que é mais estável do que se fosse mais rasa. Por exemplo, o quadril possui um encaixe bem profundo. Portanto deslocar o quadril é raro e bem grave. O ombro tem este encaixe um pouco mais raso. Assim, o deslocamento do ombro, apesar de ser muito dolorido, não é incomum e pode ser restabelecido rapidamente por um médico.

Dicas & Advertências

  • O punho é geralmente confundido como uma articulação desse tipo por causa da vasta possibilidade de movimentação da mão. Na realidade, a articulação do punho é uma articulação complicada, pois é possível realizar muitas movimentações, mas não tanto tanto quanto a do ombro e do quadril.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível