Como identificar a síndrome da dor regional complexa

Escrito por sky martin | Traduzido por ana rodrigues
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como identificar a síndrome da dor regional complexa
Paciente com a síndrome da dor regional complexa (http://flickr.com/photos/trentfrank/133774972/)

Quando você tem uma pequena lesão, como um pequeno corte de papel ou uma entorse, espera sentir dor. Seu sistema nervoso enviará sinais de dor para a área afetada até que o ferimento cicatrize. Quando o dano for reparado, ele deve parar de enviar sinais de dor. Deve simplesmente "esquecer" de que havia uma lesão lá e você deve ser capaz de usar a área afetada normalmente. Uma das coisas mais assustadoras sobre a síndrome da dor regional complexa é que ela pode ocorrer mesmo se o paciente não sofrer uma lesão. O problema, também conhecido como distrofia simpático-reflexa, é uma doença neurológica que pode afetar qualquer área do corpo. Ela pode atingir qualquer pessoa em qualquer idade e, apesar da investigação continua, não há cura. Essa condição não pode ser deixada sem tratamento porque pode chegar ao ponto em que os músculos e tecidos atrofiam e a amputação pode ser necessária. Quanto mais cedo a síndrome é diagnosticada, melhor o resultado. A seguir, estão sintomas que podem indicar esse distúrbio do sistema nervoso.

Nível de dificuldade:
Fácil

Outras pessoas estão lendo

Instruções

    Como identificar a síndrome da dor regional complexa

  1. 1

    Dor extrema. A dor pode ser constante ou pode ir e vir. Ela também é desproporcional em relação à lesão. Por exemplo, um pulso torcido causa algum desconforto, mas a síndrome causará muita dor. Isso pode continuar durante a noite e nenhuma quantidade de medicamentos para a dor sem prescrição médica a alivia. Essa dor tem sido descrita como uma sensação de pressão ou esfaqueamento.

  2. 2

    Sensibilidade ao toque. Um dos sintomas mais importantes que indicam a síndrome é que você seja incapaz de ser tocado na área afetada. Por exemplo, se alguém aperta a sua mão que tem a síndrome da dor regional complexa, você sentirá uma dor severa horas após ter sido tocado. Uma roupa ou um cobertor sobre a parte do corpo afetada não pode ser tolerado, pois o organismo enviará sinais de dor. Isso é conhecido como hiperalgesia. É como se o seu sistema nervoso estivesse em esgotamento, enviando sinais de dor por muito tempo depois de ter sido apalpado. Você chegará ao ponto onde evitará ser tocado.

  3. 3

    Sensação de queimação. Embora a síndrome provoque dor, você também sentirá como se o membro afetado estivesse em chamas. A queimação é intensa e constante. Esfregar a área afetada só piorará os sintomas.

  4. 4

    Dor severa com o movimento. A síndrome da dor regional complexa fará você sentir dor quando tentar mover o membro afetado.

  5. 5

    Alterações na cor da pele. O membro afetado ficará avermelhado ou azulado. As cores podem variar, dependendo dos sintomas. Tente compará-lo com o seu membro normal. Quase imediatamente, você notará uma diferença na cor. O membro afetado também pode suar profusamente.

  6. 6

    Inchaço. O membro afetado estará inchado ou apresentará edema. Esse inchaço pode ser constante ou também pode ir e vir.

  7. 7

    Incapacidade de tolerar compressas quentes ou frias sobre a área. A forma padrão de tratamento quando se está tentando curar uma lesão é usar o frio ou o calor para minimizar o inchaço ou dor. A síndrome fará com que você sinta dor extrema quando tenta fazer isso. Mesmo uma brisa fresca que toca o seu membro afetado causará dor.

  8. 8

    Mudanças no cabelo e unhas da área afetada. Nos estágios finais da doença, as unhas podem crescer mais rápido ou tornarem-se fracas e quebradiças.

Dicas & Advertências

  • Os melhores prognósticos são quando a doença é tratada o mais cedo possível. Se você tiver qualquer um dos sintomas acima, consulte o seu médico.
  • A síndrome requer tratamento agressivo, como injeções de gânglio estrelado, medicamentos fortes e fisioterapia.
  • Siga o seu horário de medicação e nunca o altere sem o conhecimento do seu médico.
  • É comum que pacientes da síndrome da dor regional complexa sintam-se deprimidos por causa da maneira que eles se sentem diariamente. Por favor, saibam que não estão sozinhos e que há sempre esperança. Estenda a mão para grupos de apoio online ou na sua região. Existem muitas pessoas que passaram pelo mesmo problema que você. Eles ficarão mais do que felizes em mostrar-lhe como lidar com essa condição frustrante.
  • Nunca desista. Se você pode passar um dia com a doença, pode passar o dia seguinte também. Seja forte e otimista.
  • Entes queridos podem não entender o efeito real que esta doença tem em você.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível