Mais
×

Que insetos comem roseiras?

Atualizado em 17 abril, 2017

As roseiras trazem um sentimento cativante e uma presença elegante a qualquer jardim de casa. Infelizmente, secas, solos com pH impróprio e falta de nutrientes enfraquecem sua vitalidade e as deixam suscetíveis a infestações de pragas. A detecção precoce é essencial para evitar danos irreversíveis e a necessidade de pesticidas que prejudicam as flores e matam insetos benéficos.

Rosa (rose-coloured rose image by Vita Vanaga from Fotolia.com)

Mosca desafolhadora

De acordo com o serviço de extensão da Universidade de Minnesota, as moscas desafolhadoras deixam apenas o esqueleto das rosas. Elas pertencem à ordem Hymenoptera, que inclui abelhas e vespas. Três espécies de moscas desafolhadoras - Endelomyia aethiops, Cladius difformis e Allantus cinctus - criam larvas verdes parecidas com lagartas que desafolham as rosas e deixam apenas o esqueleto para trás. Os adultos são pequenas vespas escuras e sem ferrão. Você pode controlá-las organicamente e removê-las à mão. Para os jardineiros mais escrupulosos, é possível retirar os insetos das plantas usando a mangueira do jardim no começo da manhã.

Besouro-japonês e Strigoderma arbicola

Tanto o besouro-japonês (Popillia japonica) quanto o Strigoderma arbicola são da variedade de escaravelhos que comem rosas. Os besouros-japoneses comem folhas e flores. Os adultos comem os brotos e flores, enquanto as larvas comem as raízes. Ambas as espécies de besouros crescem a até 10 ou 12 mm e têm uma cor metálica verde, embora o japonês tenha uma coloração mais brilhante. Para identificar com certeza um besouro, o serviço de extensão da Universidade de Minnesota alerta que o besouro-japonês tem "cinco pequenos tufos de pelos de cada lado do abdômen dorsal e são característicos para sua identificação". Como no caso das moscas desafolhadoras, removê-los manualmente ou com uma mangueira é uma alternativa superior aos pesticidas químicos, que podem danificar as flores e matar abelhas.

Asynonychus godmani

Esta praga das roseiras na verdade é um gorgulho. Ele é maior que o besouro-japonês e que o Strigoderma arbicola, podendo crescer até 14 ou 15 mm. Eles são amarronzados com manchas pretas. Cada ciclo de vida desse gorgulho causa um tipo de problema para as roseiras. Os adultos comem folhas e flores, enquanto as larvas se alimentam das raízes. Para controlar essa infestação, o serviço de extensão da Universidade de Minnesota recomenda "retirá-los à noite, para casos de baixa população de insetos".

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article