Conhecimento

Como as pessoas do período colonial faziam vestimentas?

Escrito por brenda holm | Traduzido por elisa lacerda de freitas
Como as pessoas do período colonial faziam vestimentas?

O vestido colonial era básico e funcional para a maioria das pessoas comuns

Comstock/Comstock/Getty Images

Durante os tempos coloniais do que viria a ser os EUA, não existiam as mesmas opções para fazer roupas como atualmente. As vestimentas não eram algo pouco dispendioso e fácil de encontrar. Quando eram compradas, era com um grande custo. Isso significava que, a menos que fizessem parte da classe alta, as pessoas deveriam produzir suas próprias roupas a partir dos materiais disponíveis.

Materiais

Na Era Colonial, as pessoas usavam tecidos naturais. Elas não tinham materiais disponíveis hoje em dia, como o cetim ou o poliéster. O algodão, a lã e o linho foram os tipos principais de tecidos usados, embora elas pudessem obter seda, brocado, ou até mesmo veludo se fossem habilidosas ou ricas o suficiente. Aqueles que criavam ovelhas ou plantações de algodão ou linho produziam os fios, teciam e costuravam roupas a partir desse material. Por causa do trabalho envolvido, era muito comum que as pessoas tivessem apenas dois conjuntos de roupas, um para uso diário e outro para o domingo. Os tecidos naturais eram tudo o que havia à disposição. Portanto, se alguém fosse muito pobre, ele teria de se vestir com uma camisa de lã, até mesmo nos períodos mais quentes do verão.

Processos múltiplos

Todas as roupas nos tempos coloniais eram feitas à mão. Em uma família colonial comum, cada membro sabia como fazer roupas e as tarefas eram muitas vezes divididas entre várias pessoas. Massachusetts aprovou uma lei em 1640 que declarou que todas as crianças deveriam aprender a tecer linho e lã. As meninas coletavam bagas, cascas de árvores e vegetais para criar tingimentos, a avó poderia cardar a lã, os meninos e os homens cuidariam do tear, enquanto as mulheres e as meninas mais velhas teciam.

Tingimentos

Os tingimentos eram criados a partir de todos os tipos de plantas ou frutos. Eles eram fervidos durante horas e, em seguida, escoados, deixando apenas o corante. Os fios fabricado eram então colocados na tintura para criar as cores vivas apreciadas pelas pessoas da época colonial. Depois de retirados, eles eram postos para secar e transformados em tecido. Algumas roupas eram simplesmente descoloridas em vez de tingidas, usando cascas de árvore e substâncias similares. A cor creme era a mais comum para uma camisa de trabalho, enquanto o branco brilhante era usado em batismos.

Tecido

Quando o pano era tecido, ele era cortado em pedaços e costurado à mão para fazer as roupas para a família. Esse processo era longo e árduo, o que significava que as mulheres de baixa posição social geralmente usavam saias e vestidos mais curtos do que as mulheres privilegiadas. As mulheres de todas as classes sociais deveriam usar uma coifa, saias, meias e aventais. Algumas poderiam até usar anáguas e verdugadas (estruturas em forma de cone feitas de madeira ou metal).

Ferramentas

As ferramentas que cada família possuía variavam, mas a maioria tinha pelo menos uma roda de fiar. Não era incomum que as pessoas tivessem versões menores dessas ferramentas para que pudessem trabalhar fora de casa. Algumas mulheres portavam uma pequena roda de fiar para continuar o trabalho quando visitassem outras pessoas, enquanto os meninos e os rapazes costumavam levar pequenos teares para tecer enquanto vigiavam as ovelhas.

Mais galerias de fotos

Comentários

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2014 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media