Personagens deprimidos da literatura

Escrito por toby jones | Traduzido por ismar junior
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Personagens deprimidos da literatura
Quais são os personagens mais deprimidos da literatura? (Jupiterimages/BananaStock/Getty Images)

O mundo da literatura é repleto de histórias melancólicas e obscuras, personagens que lutam contra a depressão são cada vez mais comuns. De alguma forma, quando as pessoas passam por momentos de melancolia e depressão elas são atraídas para o mundo literário. Com o crescente aumento de casos de depressão no mundo, cada vez mais aumenta o número de leitores que buscam livros com personagens que lutam contra a melancolia. O grande escritor C S Lewis disse certa vez que "Lemos para ter a certeza de que não estamos a sós". A frase de Lewis talvez explique o fascínio que existe hoje no mundo literário por personagens deprimidos

Outras pessoas estão lendo

Hamlet

"Ser ou não ser, eis a questão", pensou Hamlet. O personagem de Shakespeare passa a história inteira aprisionado em seus pensamentos negativos incessantes. Seja pela perda de seu pai, um rei que havia falecido recentemente, pelo segundo casamento de sua mãe, o qual ele não aprovava, ou imaginando o próprio suicídio, Hamlet apresentava muito dos sintomas clássicos de depressão.

Johnny Wheelright em "A Prayer for Owen Meany"

O narrador do clássico épico "A Prayer for Owen Meany" é John Inving, um personagem tão deprimido quanto os da literatura moderna. Sua mãe morre atingida por seu único e melhor amigo com uma bola de beisebol, esse acidente nunca sairia de sua memória. Ele perde a capacidade de tomar decisões simples e até de lidar com as necessidades do dia-dia, fica remoendo pensamentos negativos do início ao fim do romance, quando já está com seus cinquenta anos. John vive uma vida totalmente passiva não reage as necessidades do mundo, vive como um "José", referência essa que Irving fazia ao não pai de Jesus na terra, o homem que desempenha papel nenhum no nascimento de Cristo.

Holden Caufield

O adolescente problemático Holden Caulfield do clássico de J. D. Salinger "A Catcher in the Rye" (O Apanhador no Campo de Centeio), vive com pensamentos obscuros em sua mente. No romance sua depressão aparece de diversas formas como surtos de violência, ataques de histeria, reprovações e expulsões dos colégios, quando para de estudar passa também a apresentar sintomas físicos como, dores de cabeça constantes, náusea e até desmaios.

Daisy Buchanan de "O Grande Gatsby"

Mesmo sendo rica, bela, e também a garota dos sonhos do arrojado Jay Gatsby, Daisy Buchanan também apresenta sintomas comuns da depressão em todo romance de Fitzgerald. Ela tem tudo o que todas as mulheres americanas desejam um marido bonito, uma bela mansão, e mesmo assim parece não estar satisfeita com a vida que leva. Para afogar suas mágoas, Daysi recorre ao álcool, ela trai o marido constantemente mas não o deixa, alterna períodos de tristeza profunda e completa passividade.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível