Principais características estilísticas do período barroco

Escrito por timothea xi | Traduzido por carol matos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Principais características estilísticas do período barroco
Movimento e detalhes sensuais marcam muitos dos trabalhos do período Barroco (Medioimages/Photodisc/Photodisc/Getty Images)

Abrangendo o século XVII e a primeira metade de século XVIII, o período Barroco viu o surgimento de um tipo distinto de arte na Europa, que a despeito das diferenças regionais compartilhou as características estilísticas entre artistas e nações. No clima das descobertas científicas, comércio mundial e colonização; a arte, escultura e arquitetura dessa época desenvolveu um forte e vigoroso carisma.

Outras pessoas estão lendo

Drama, magnificência

Em resposta à ascensão do Protestantismo na Europa, a Igreja Católica Romana durante a eclosão da Contra-reforma, impregnou a arte com motivos religiosos dramáticos e grandiosos para exemplificar o seu poder. Isso contrastou fortemente com o estilo mais claro e contundente dos Protestantes na Arquitetura, principalmente na Holanda. A pompa e a circunstância na corte do rei Luís XIV e do rei Philip da Espanha chamaram ainda mais a atenção para a grandiosidade das monarquias absolutas. Artistas, como Gianlorenzo Bernini, buscaram captar o espaço infinito em suas pinturas e esculturas através de técnicas ilusionistas.

Sensualidade

A arte Barroca é caracterizada pelo realismo das pessoas retratadas, com as suas idiossincrasias, que ficavam evidentes nas roupas e expressões faciais. O imediatismo da experiência humana foi uma característica marcante do período Barroco, onde o artista flamengo Peter Paul Rubens empregou com intensidade cores vivas e formas curvilíneas em sua série de pinturas de "A vida de Maria de Médicis." O pintor holandês Frans Hals criou cenas militares que ficaram conhecidas pela sua casualidade. Outro artista holandês do século XVII, Jan Vermeer, captou paisagens e cenas do cotidiano doméstico usando detalhes meticulosos.

Sentimentalismo, conflitos

Concomitante com o espírito de grandeza, realismo e sensualidade, foi a preocupação do Barroco com a presença de elementos emocionais intensos na pintura, escultura e arquitetura. Conflito, tensão e movimento são abundantes na arte barroca, tais como na escultura de Bernini "A abdução de Proserpina" do ano de 1621; enquanto uma vasta exuberância brota da "Assunção da Virgem" de Giovanni Lanfranco, um afresco na cúpula da igreja de Sant' Andrea dela Valle em Roma, pintado no final dos anos 1620. O artista do período inicial do Barroco, Caravaggio, foi muito influente fora da Itália, onde suas descrições intensas, duramente realistas das figuras religiosas usando-se da imagem de pessoas do povo como modelos tornou-se um fato muito controverso para a época.

Ornamentação

O período barroco não foi monolítico, e pode-se dizer que foi dividido em vários períodos em si, ou seja, um período anterior ainda influenciado pelo Renascimento e reações contra o Maneirismo, seguido pelo que tem sido chamado de Alto Barroco, que surgiu por volta de 1630 -- período geralmente identificado com a energia e o esplendor do "Barroco." O período subsequente, conhecido como Barroco Tardio ou Rococó, testemunhou mudanças na composição dos trabalhos artísticos. Os afrescos desse período de Mattia Preti no Palazzo Pamphili, de 1661, mostram um afastamento da ênfase estrutural do Alto Barroco, onde imagens dispersas, ornamentação e decoração são enfatizadas sobre um locus central.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível