Problemas intestinais caninos

Escrito por jennifer gittins | Traduzido por daniel tamayo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Problemas intestinais caninos
Doenças em cães e filhotes (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Problemas intestinais podem acontecer por vários motivos e em qualquer época da vida do cachorro. A maioria dos problemas são causados por infecções de vírus ou bactérias; porém, alguns podem acontecer por conta de razões genéticas ou ambientais. Nem todas as condições intestinais são tratáveis. Algumas são fatais e outras são amenas. O sinal mais comum de problema intestinal é alguma forma de diarreia.

Outras pessoas estão lendo

Giardíase

A giardíase ocorre quando um cachorro entra em contato com a giardia. Isso pode ocorrer através do contato com comida contaminada ou outros animais contaminados. Uma vez dentro, esse organismo se fixa na parede intestinal e começa a se reproduzir (nesse caso, cada organismo se divide em dois). Essa infecção evita que o cão absorva os nutrientes necessários em seu sistema. Ela também prejudica o processo de digestão e é conhecida por danificar o revestimento dos intestinos.

A maioria dos cães não irá demonstrar nenhum sintoma de infecção, mas alguns podem ter diarreia tênue a severa. Você também pode perceber mudanças nas fezes de seu cão - podem ficar com uma aparência oleosa ou um cheiro diferente, e podem mudar de cor, ficando mais pálidas que o normal.

Gastroenterite hemorrágica

A gastroenterite hemorrágica geralmente tem sintomas rápidos. Os mais comuns incluem vômito e diarreia - os dois contendo sangue. Há uma variedade de razões para que isso ocorra, incluindo tumores, obstrução do intestino, infecções, objetos estranhos e trauma. Se não for tratada, ela pode ser fatal para alguns cães. Para outros, o tratamento envolve fluidos e antibióticos. Existem formas complementares de tratamento quando a causa exata é identificada.

Doença inflamatória do intestino (IBD)

Assim como nas pessoas, a IBD ocorre no cão quando o estômago ou o intestino ficam cronicamente inflamados. A verdadeira causa dessa inflamação é desconhecida; porém, as especulações mostram o sistema imune abdominal como um contribuinte para essa condição. Sinais comuns da IBD incluem vômito e diarreia. O vômito geralmente ocorre quando o estômago é afetado, enquanto a diarreia acontece quando o intestino é afetado. O tratamento consiste em controlar a condição, pois não existe cura. De forma geral, o veterinário irá recomendar uma nova dieta, feita de comida hipoalérgica, ou rica em fibras e com pouca gordura.

Parasitas

Dois parasitas comuns são conhecidos por residirem no trato intestinal de caninos: os nematódeos e os do gênero Trichuris. Infestações dos dois parasitas ocorrem depois que o cão entra em contato com fezes, água ou alimento contaminados. Depois do contato, os ovos lentamente abrem caminho até o trato intestinal, onde irão chocar e crescer. O cão infectado transmite mais ovos contaminados através das fezes. Geralmente, não há sintomas de nenhum parasita, a não ser em casos de infestação severa, quando então podem ocorrer vômitos e diarreia.

Os dois parasitas, assim como outros parasitas intestinais, são tratados facilmente com medicação comum, chamada vermífugo. Os vermífugos removem qualquer parasita adulto do intestino. Porém, os vermes Trichuris são mais difíceis de remover do ambiente, já que podem viver por vários anos, mesmo em temperaturas congelantes. É importante manter seu cão longe de áreas que possam estar contaminadas.

Parvovírus

O parvovírus é uma das doenças mais comuns e contagiosas que afeta filhotes e cães no Brasil. Ele se espalha através do contato com espécimes contaminados, mas pode sobreviver em praticamente qualquer superfície por um a cinco meses. A forma mais comum do vírus começa no trato intestinal e se espalha através do corpo. Os sintomas do parvovírus incluem febre, fezes anormais (escuras ou com sangue), vômitos, diarreia e desidratação. Muitos filhotes podem sucumbir ao vírus em dois dias. Em cães mais velhos, o tratamento consiste de terapia de suporte, envolvendo fluídos, antibióticos para matar infecções adicionais e suplementos para repor os nutrientes perdidos. O parvovírus geralmente é fatal por conta de seu alto nível de resistência.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível