Prós e contras da teoria do desenvolvimento da linguagem de Vygotsky

Escrito por michael e carpenter | Traduzido por marcos vinicios de araújo barros
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Prós e contras da teoria do desenvolvimento da linguagem de Vygotsky
Vygotsky afirma que um bebê faz sons com a única intenção de experimentá-los (Jupiterimages/Goodshoot/Getty Images)

Lev Vygotsky nasceu em 1896 e estudou direito na Universidade de Moscou. No início do ano de 1924, ele começou a trabalhar no campo da psicologia evolucionária, educação e psicopatologia. As teorias de Vygotsky sobre o desenvolvimento da linguagem descrevem como as crianças começam a desenvolver as habilidades da fala e da comunicação, juntamente com a fala interior. As teorias dele são fáceis de entender, apesar de receberem críticas.

Outras pessoas estão lendo

Plausibilidade da teoria dos estágios

A teoria do desenvolvimento da linguagem de Vygotsky oferece uma explicação plausível para a aquisição e utilização da linguagem. Essa teoria se subdivide no estágio natural ou primitivo, no qual um bebê faz barulho e não pensa nas palavras. No estágio da psicologia ingênua, a criança aprende as palavras antes do significado e função delas. Nas operações externas, a criança pode associar palavras a objetos externos como cartões de recurso pedagógico. O último é o estágio do crescimento interior, no qual a criança entra na fase final do desenvolvimento. Os processos mentais podem ser concluídos dentro da fala, mas sem verbalização. Um exemplo seria a contagem de objetos mentalmente ao invés de dizer os números em voz alta.

Zona de Desenvolvimento Proximal (ZDP)

Uma das ideias vinda do desenvolvimento da linguagem e outras teorias relativas à psicologia sugeridas por Vygotsky que mais influenciaram outros estudiosos é a Zona de Desenvolvimento Proximal (ZDP). Esta mostra que o aluno pode aprender se tiver em sua disposição a devida assistência. A ZDP é um desdobramento da crença de Vygotsky de que a fala vem antes do pensamento. A linguagem deve ser retransmitida com base em um pensamento ou conceito a ser compreendido. A Zona de Desenvolvimento Proximal é um aspecto importante no ensino passado nas salas de aula.

A linguagem e o pensamento são desenvolvidos separadamente

Uma das principais críticas sobre as teorias de Vygotsky é que elas separam o desenvolvimento da linguagem e do pensamento. Muitos psicólogos acham que os dois se desenvolvem paralelamente, não em faixas separadas. Por exemplo, uma criança sabe o que é uma bola antes de conseguir proferir a palavra “bola”. Um pai pode pedir à criança para encontrar a bola e ela será capaz de pegar o objeto correto, antes de conseguir dizer o nome do item em questão corretamente. Esse é um ponto constantemente apontado contra a teoria de Vygotsky de que a palavra falada deve ser adquirida antes que o pensamento ou conceito de “bola” possa se desenvolver.

Outros pontos ressaltados

As teorias da linguagem de Vygotsky se apresentam em linhas gerais e não são muito bem explicadas. Uma razão para isso é que ele morreu aos 37 anos de idade. Além disso, as teorias do estudioso são muito fundamentadas em influências culturais. Entende-se que é a cultura que ajuda um indivíduo a aprender e isso inclui a linguagem e o desenvolvimento. Vygotsky afirma que apenas uma pequena parte da linguagem e do desenvolvimento vem de fatores biológicos. Os psicólogos modernos descartam essa ideia de que as influências culturais desempenham um papel dominante no desenvolvimento da linguagem.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível