Quais são as causas do espessamento do endométrio na perimenopausa?

Escrito por laura crawford-adiletta | Traduzido por joão melo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais são as causas do espessamento do endométrio na perimenopausa?
Quais são as causas do espessamento do endométrio na perimenopausa? (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

A perimenopausa é um período de transição entre a fertilidade e a menopausa. Essa fase pode durar de 2 a 8 anos e inclui o ano seguinte ao último período menstrual da mulher. As mulheres geralmente experimentam a perimenopausa depois dos 40 anos de idade, mas algumas chegam a essa fase em seus 30 e poucos anos. Uma das mudanças mais notáveis ​​associadas ao período é a redução e a irregularidade do sangramento menstrual, devido ao espessamento do revestimento do útero (endométrio). Esse espessamento é devido a vários processos biológicos.

Outras pessoas estão lendo

Flutuações hormonais

Durante a perimenopausa, a produção normal de estrogênio e progesterona flutua. Esses hormônios fazem o revestimento do útero engrossar, para que os nutrientes do corpo possam nutrir um óvulo fertilizado. Desde que as mulheres ainda possam ovular durante a perimenopausa, o endométrio vai continuar a se espessar, com o aumento da produção de hormônios, especialmente em mulheres que continuam fazendo o controle hormonal de natalidade.

Menstruações irregulares

As mulheres experimentam um aumento na irregularidade do ciclo menstrual, devido a flutuações hormonais. Quando a menstruação ou os sangramentos de escape ocorrem com frequência, o revestimento do útero continua fino e os períodos menstruais são geralmente leves. Depois de um longo período sem o sangramento menstrual, no entanto, o revestimento uterino continua a engrossar. Isso resulta em períodos anormalmente intensos ​​ou de longa duração.

Anormalidades do revestimento uterino

Miomas são tumores não cancerosos, que podem se acumular dentro ou em torno do útero e causar sangramento extraordinariamente pesado. Esses tecidos fibrosos densos são alimentadas por células do sangue e podem variar de tumores microscópicos para tão grandes quanto fetos de cinco meses. Fibroides uterinos submucosos crescem ao longo do endométrio e ficam salientes para o interior, resultando em espessamento do revestimento do útero. Embora a causa exata do desenvolvimento dos miomas seja desconhecida, a maioria dos profissionais de saúde acredita que eles são estimulados por picos de estrogênio, que ocorrem com frequência durante a perimenopausa ou tratamentos com terapia hormonal.

Outras alterações incluem o desenvolvimento de pólipos, também chamados de hiperplasia, que são simplesmente crescimentos excessivos do revestimento do útero.

Gravidez

Embora as chances de concepção sejam drasticamente reduzidas durante a perimenopausa, as mulheres ainda podem engravidar durante a ovulação nesse período de transição. O espessamento do endométrio pode ocorrer devido à gravidez; o sangramento vaginal pode, entretanto, ocorrer normalmente, como um sinal de potencial aborto ou como resultado de uma gravidez ectópica (um óvulo fertilizado que não saiu da trompa de Falópio).

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível