Saúde

Quais são as causas de personalidades múltiplas?

Escrito por sampson quain | Traduzido por mariana dsp

Em 1976, no filme "Sybil", Sally Field interpretou uma mulher que tinha pelo menos 12 identidades, um exemplo de personalidades múltiplas conhecido por distúrbio de identidade dissociativa. Normalmente, as pessoas que têm esse distúrbio já sofreram algum tipo de trauma que resultou na manifestação de múltiplas personalidades, sendo que uma pode nem estar ciente da existência da outra. Suspeita-se que algumas das causas incluam abusos físicos e sexuais, epilepsia do lobo temporal e eventos muito traumáticos.

Outras pessoas estão lendo

Abuso físico

Algumas pessoas que tenham sido submetidas a abusos físicos repetidos durante a infância podem desenvolver personalidades múltiplas para tentar escapar da dor e vergonha do abuso sofrido. Em muitos desses casos, a pessoa que sofreu o abuso sente que não há como evitá-lo e acaba se refugiando dentro de si mesma, criando uma ou mais personalidades além da que sofreu o abuso.

Abuso sexual

De acordo com o Cleveland Clinic Medical Institutes, traumas de infância associados a abusos sexuais podem resultar nesse distúrbio. Apesar de não ser verdade que todos aqueles que sofreram abusos sexuais manifestem esse problema, a vergonha e culpa comumente associadas a esse tipo de crime podem suscitar um sentimento de vulnerabilidade do qual a vítima só consegue escapar ao se dissociar dos pensamentos e sentimentos ruins, fugindo para outra personalidade. Por vezes, a falta de uma autoridade para apoiá-la durante o abuso pode contribuir para a ocorrência desse problema.

Epilepsia do lobo temporal

Pessoas com epilepsia do lobo temporal têm convulsões no lobo temporal, que controla o olfato, a memória e as emoções, e essas convulsões foram identificadas como possíveis causas de múltiplas personalidades. Em 2005, dois pesquisadores de Minnesota fizeram um estudo de caso em um paciente adulto que tinha essas convulsões e observaram sintomas dissociativos significativos, como mudanças na expressão facial, no tom de voz e na fala, conforme as outras personalidades vinham à toma - incluindo a de uma menina de 4 anos. Contudo, nem todos os pacientes que têm essas convulsões desenvolvem múltiplas personalidades.

Eventos extremamente traumáticos

Eventos que mudem a vida da pessoa, como guerras, desastres naturais, sequestros e tortura, são outras causas desse distúrbio. Como esses não costumam durar apenas um ou dois dias, os sobreviventes podem escapar dessas situações criando personalidades que sejam completamente diferentes da dor e terror que eles estão vivenciando e criar lugares e mundos que não pareçam em nada com a realidade. De acordo com o Sidran Traumatic Stress Institute, a dissociação durante um acontecimento traumático pode ajudar a pessoa a lidar com algo que, de outra forma, a deixaria sobrecarregada, mas se esse problema for mantido, fica difícil para a pessoa viver normalmente, pois qualquer situação estressante pode trazer as outras personalidades a tona.

Não deixe de ver

Comentários

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2014 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media