Receitas pobres em proteína

Escrito por tammy quinn mckillip Google | Traduzido por josciel sousa
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Receitas pobres em proteína
Exitem várias receitas deliciosas pobres em proteína que são fáceis e rápidas de fazer

Se você sofre com doença renal ou hepática, ou se seu corpo tem um metabolismo muito baixo devido a uma doença, precisa adaptar sua dieta para reduzir seu consumo de proteína. Apesar de um pouco de proteína ser necessário para ajudar seu corpo a crescer e reparar a si mesmo, comer proteína em excesso pode causar um acúmulo de ureia -- um produto residual de proteínas -- e isso coloca uma sobrecarga em seus rins. Seguindo uma dieta pobre em proteína, você pode ajudar a reduzir o estresse nas partes saudáveis de seus rins pela redução da quantidade de ureia que ele precisa processar. Muitas de suas receitas favoritas podem ser facilmente adaptadas para reduzir a quantidade de proteína simplesmente colocando vegetais e grãos no lugar de uma porção ou de toda a carne nas receitas.

Outras pessoas estão lendo

Significância

Uma dieta pobre em proteína é indicada para pessoas sofrendo com disfunção hepática ou renal. Apesar de uma média de 40 a 60 g de proteína ser necessária na dieta da maioria dos indivíduos, o excesso dela faz os órgãos ficarem sobrecarregados à medida que eles tentam se livrar do excesso de ureia no corpo, e para pessoas com disfunção hepática ou renal, lidar com um excesso de ureia pode sobrecarregar os órgãos saudáveis. Uma dieta de 4 a 8% de proteína é frequentemente recomendada para pacientes com desordens ou doenças de rins, fígado ou do metabolismo.

Receitas pobres em proteína
Sanduíches de salada de peru são pobres em proteína, mas ricos em nutrição

Receita pobre em proteína

Salada de peru pobre em proteína:

Em uma tigela grande, misture 1 1/2 xácaras de peito de peru cozido despelado e picado, 1 xícara de aipo cortado, 3 xícaras de maçãs vermelhas cortadas com a pele intacta, 1/4 de xícara de nozes de pecã esmagadas e 3 colheres de sopa de maionese. Mexa bem os ingredientes e, em seguida, refrigere em um recipiente coberto.

Prepare um tempero de oxicoco francês misturando 1/2 xícara de molho de oxicoco gelificado e 1/8 de colher de chá de páprica, de mostarda seca e de pimenta do reino. Use uma batedeira para mexer e adicione 1 colher de sopa de vinagre e 2 colheres de sopa de óleo vegetal, um pouco de cada vez, alternando entre os dois e terminando com o vinagre.

Receitas pobres em proteína
O macarrão à caçarola pode ser adaptado para uma dieta pobre em proteína

Considerações

Compense sua dieta para as perdas em calorias que podem ocorrer com a redução do consumo de proteínas. Coma gorduras mais saudáveis, incluindo óleos vegetais poli-insaturados, azeite de oliva e maionese. Coma frutas que foram conservadas em xarope pesado e doce e coma doces duros durante o dia para ajudar a aumentar as calorias sem aumentar o consumo de proteína.

Certifique-se de que seu corpo está conseguindo uma quantidade adequada de proteína. Peça para seu médico realizar um exame de sangue de rotina para checar seus níveis de proteína e açúcar sanguíneos após alguns meses em sua dieta pobre em proteína. Muito pouca proteína em sua dieta pode resultar em uma perda de músculo, fraqueza e letargia geral. Fale com um nutricionista para projetar um plano de dieta que seja certo para as necessidades únicas de seu corpo.

Receitas pobres em proteína
Petisque doces duros durante o dia para compensar a perda de consumo calórico

Alimentos pobres em proteína

A maioria das frutas e vegetais são pobres em proteína, mas existem exceções. Algumas ervilhas, feijões e vegetais amiláceos, como tomates, podem ser extremamente ricos em proteína e devem ser evitados quando estiver em uma dieta pobre em proteínas. Alimentos frescos são mais riscos em proteínas do que os congelados, portanto as versões congeladas desses alimentos podem ser uma forma de incluí-los em sua dieta sem sobrecarregar seu corpo com ureia.

A carne é muito rica em proteína, com aproximadamente 30 g dela por cada 100 g de carne. Cem gramas de queijo também pode conter até 30 g de proteína e ele deve ser considerado como um alimento rico em proteína. O feijão frade, o comum e o pinto são todos ricos em proteína, contendo aproximadamente de 7 a 9 g de proteína para cada porção de 1/4 de xícara. Massas, ervilhas, leite de soja, tomates e pães são relativamente ricos em proteína, assim como o arroz branco e o milho. Pequenas porções (1/4 a 2/3 de xícara) desses alimentos têm entre 3 e 7 g de proteína e devem ser comidos com moderação por aqueles seguindo uma dieta pobre em proteína.

Receitas pobres em proteína
Frutas são uma parte saudável de uma dieta pobre em proteína

Suplementos

Como seu corpo pode não receber alguns dos aminoácidos essenciais necessários quando se está em uma dieta pobre em proteína, fale com seu nutricionista ou nefrologista sobre tomar suplementos de cetoácidos – um aminoácido sintético essencial que fornecerá a seu corpo os aminoácidos que ele necessita, sem sobrecarregar seus rins.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível