Remédio caseiro para aliviar eczema e psoríase

Escrito por jamie wilson | Traduzido por ana carolina fernandes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Remédio caseiro para aliviar eczema e psoríase
O azeite é um ótimo emoliente (BananaStock/BananaStock/Getty Images)

Usado internamente ou externamente, o azeite é um importante agente nos tratamentos dermatológicos. Na psoríase e eczema, as propriedades regenerativas naturais da pele já não funcionam como deveriam, resultando em ressecamento, danos e cicatrizes. Os antioxidantes e emolientes presentes no azeite são um tratamento perfeito para esses problemas potencialmente graves.

Outras pessoas estão lendo

Propriedades do azeite

O azeite, tanto ingerido quanto aplicado externamente, tem sido usado há milênios para tratar doenças de pele. Nem todos são iguais, no entanto. A versão extra-virgem armazenada e vendida em latas ou garrafas de vidro opacas e hermeticamente fechadas é a melhor, já que mantém a maioria dos antioxidantes naturais das azeitonas. Para melhor conservação, o azeite deve ser armazenado em local fresco (não frio, pois irá congelar na geladeira), longe da luz solar e com pouca variação de temperatura.

Uso externo do azeite

A psoríase é uma doença auto-imune da pele em que manchas surgem em um ritmo acelerado, morrendo e descamando mais rapidamente do que as áreas adjacentes. No pior dos casos, ela afeta as mãos e pequenas articulações, causando a artrite psoriática. O eczema é causado principalmente pelo ambiente, e não pela genética, mas é bastante semelhante à psoríase: áreas de pele irritada, que gradualmente se tornam maiores, se não tratadas. Existem várias formas de eczema, de dermatite em bebês à dermatite alérgica. Devido às suas propriedades emolientes, o azeite, quando esfregado nas áreas afetadas duas vezes por dia, mantém a pele seca flexível e menos propensa a danos, enquanto os antioxidantes fomentam o crescimento normal da pele. Adicionar um óleo essencial ao azeite é bom, mas não é necessário, da mesma forma que aquecer o óleo a 40°C pode ser relaxante, mas não primordial. Para melhores resultados, massageie o óleo na pele limpa depois de um banho ou ducha quente, mas não use mais do que a sua pele pode absorver com cerca de cinco minutos de fricção suave. A caspa psoriática e a dermatite em bebês podem ser tratadas de um modo semelhante, especialmente em cabelos curtos. Massageie cerca de uma colher de sopa de azeite diretamente no couro cabeludo depois de lavar e enxaguar o cabelo. Deixe o óleo agir por cerca de dez minutos, em seguida, use um pente para soltar suavemente e remover placas na base do cabelo. Lave e enxágue o os fios várias vezes até que o cabelo não esteja mais gorduroso. Talvez você precise repetir o processo várias vezes para remover toda a caspa, mas não o faça mais vezes do que duas vezes por semana. Existem vários tipos de psoríase e eczema, e nem todos respondem bem ao azeite. Em alguns casos, a interrupção da medicação regular e o uso do óleo podem piorar a situação. Não se esqueça de informar seu médico sobre o tratamento alternativo e, se a condição de sua pele não melhorar dentro de um mês, interrompa o uso externo.

Uso nutricional do azeite

Há muitas histórias populares que afirmam que a adição do azeite à dieta alimentar melhora a psoríase e eczema. Infelizmente, um estudo publicado pelo British Journal of Dermatology, em 2005, encontrou tão poucas evidências que o azeite foi usado como um placebo ao testar os efeitos do óleo de peixe sobre esses transtornos. Há evidência, no entanto, de que a melhoria da nutrição em geral pode melhorar a saúde da pele, e certamente não faz mal substituir outros óleos pelo azeite.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível