Os riscos do mofo aos bebês

Escrito por hayley ames Google | Traduzido por juliano burke
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Os riscos do mofo aos bebês
Os banheiros oferecem condições ideais para o crescimento de fungos (Jupiterimages/BananaStock/Getty Images)

Alguns tipos de mofo possuem o potencial de causar reações alérgicas em crianças quando tocam na pele ou se os poros no ar são inalados. Outros tipos de mofo são capazes de produzir micotoxinas que podem causar reações tóxicas mais sérias. As crianças, com os pulmões ainda se desenvolvendo, são mais suscetíveis à terem essas reações do que os adultos. No entanto, reações tóxicas são raras e a maioria dos mofos são inofensivos.

Outras pessoas estão lendo

Fontes de mofo

O mofo ocorre naturalmente no solo e perto de materiais orgânicos em estado de decomposição. Os esporos podem entrar em casa pelas portas e janelas e podem também ser trazidas em roupas e animais. Uma vez que o mofo começa a crescer dentro de casa, ele pode produzir esporos que se espalham por ela agilizando o crescimento. Os ambientes úmidos são mais suscetíveis ao crescimento de mofo e materiais como o papel e a madeira também são suportes para este crescimento.

Reações alérgicas

O mofo pode causar reações alérgicas em crianças que são particularmente suscetíveis. Essas reações podem ser causadas pelo contato ou inalação do mofo e os sintomas geralmente são o nariz entupido, dificuldades para espirar, olhos vermelhos, dor de cabeça, doenças de pele como a dermatite ou a erupção cutânea. Algumas crianças sem hipersensitividade ao mofo podem acabar desenvolvendo com a exposição contínua a ele. As reações alérgicas são mais comuns do que as tóxicas.

Efeitos do mofo tóxico

As reações tóxicas causadas pelo mofo são mais incomuns do que as reações alérgicas e também são mais sérias. As toxinas presentes em alguns tipos de mofo são capazes de causar estas reações conhecidas como micotoxinas. De acordo com a American Academy of Pediatrics, um tipo de mofo conhecido como Stachybotrys, foi relacionado a sintomas como a irritação do sistema respiratório, inflamação intestinal ou hemorrágica e até mesmo a hemorragia pulmonar em crianças. No entanto, é também sugerido que mais pesquisas precisam ser feitas para confirmar a validade destas ligações. De acordo com a Environmental Protection Agency, há evidências que sugerem que a micotoxina conhecida como aflatoxina B, produzida por alguns tipos de mofo Aspergillus, podem estar relacionadas ao câncer de fígado ou o do pulmão. No entanto, esta micotoxina só é encontrada dentro de casa raramente.

Controle

Certas condições em casa, como o excesso da umidade, podem facilitar o crescimento do mofo em casa. Se elas forem controladas, o risco de crianças sofrendo problemas de saúde causados pelo mofo são minimizados. O modo mais simples de controlá-lo é manter o ambiente ventilado e os níveis de umidade em controle já que o mofo precisa de água para viver e se multiplicar .A umidade deverá ser mantida em 40 a 60 por cento. Se necessário, um desumidificador pode ser usado. Outro modo simples é usar alvejante em áreas com predisposição ao crescimento do mofo, como os banheiros e porões.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível