Que tipo de tecido é responsável pelas contrações?

Escrito por emily watson | Traduzido por thomas anderson
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Que tipo de tecido é responsável pelas contrações?
O miométrio é um tecido muscular que se contrai no parto (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Quando uma mulher está dando à luz, ela sente contrações. Estas ocorrem quando o útero se contrai e diminui para fazer com que haja a descida e o nascimento do bebê. O útero é um órgão reprodutivo feminino que carrega o feto por nove meses até que ele esteja pronto para nascer e é composto por diversas camadas de tecido. A camada mais externa, chamada de miométrio, é um tipo de tecido muscular responsável pelas contrações durante o parto.

Outras pessoas estão lendo

Tipo de tecido

O tecido muscular, como o endométrio, é um tipo de tecido responsável pelo movimento do corpo. Quando uma parte do corpo precisa se movimentar, como quando o útero expulsa o bebê, o tecido muscular se contrai. O miométrio é um tecido muscular liso, o que significa que ele não responde a comandos -- é involuntário. Ele funciona autonomamente durante o parto, quando começa a contrair (semelhante a seu intestino digerindo alimento sem seu desejo consciente). Uma vez que o miométrio inicia o processo de contração, você não pode interromper o processo, porque ele segue trabalhando por conta própria.

Características do tecido miometrial

O miométrio forma a camada média da parede uterina. Ele é a parte mais volumosa do corpo do órgão e tem uma textura densa e firme, composta por fibras de músculo liso que se esticam e se contraem facilmente. O tecido muscular contém vasos sanguíneos e linfáticos. Apresenta, também, terminações nervosas que são responsáveis pelas sensações que a mulher experimenta durante uma contração, semelhantemente às terminações nervosas em suas mãos que lhe permitem saber que está tocando algo quente.

O que causa a contração miometrial

Quando uma mulher atinge o período completo de sua gravidez, a glândula hipófise (um órgão do tamanho de uma ervilha presente no cérebro) é ativada, liberando um hormônio chamado oxitocina. Esse hormônio envia sinais para o tecido muscular (miométrio) do útero, que começa a se contrair para facilitar que o bebê desça e saia pelo canal do parto. A área médica não definiu o que faz com que a hipófise libere oxitocina, o que indica que não há como prever exatamente quando o miométrio começará a se contrair.

O que acontece em uma contração

Quando o tecido miometrial se contrai, ele faz com que o topo do útero (conhecido como fundo) se contraia e se distenda ao mesmo tempo em que dilata e abre a porção mais inferior do órgão, incluindo o cérvix. Ao longo do tempo, esse processo permite que o cérvix se afrouxe e se dilate a até 10 cm de diâmetro, o que permitirá a passagem do bebê através dele e da vagina. No início do trabalho de parto, as contrações são ocasionais e duram pequenos períodos de tempo; mas à medida que seu trabalho de parto evolui, as contrações se tornarão mais regulares e duradouras, até que você esteja pronta para empurrar o bebê para fora.

Qual é a sensação de uma contração

Quando o miométrio se contrai, ele faz seu abdômen parecer apertado, semelhantemente à sensação de cãibra na perna. A contração aumentará com a intensidade, passando como uma onda em torno de suas costas e abdômen e chegando ao máximo no meio da contração e depois diminui lentamente até a próxima. Muitas mulheres comparam as contrações do início do trabalho de parto às causadas por cólicas menstruais ou por prisão de gases. À medida que o trabalho de parto progride, essa sensação se torna mais forte e mais intensa.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível