Alimentação

Que tipos de frutas são ricas em proteína?

Escrito por joan mansson | Traduzido por rayssa amorim
Que tipos de frutas são ricas em proteína?

Os abacates podem ser parte da sua ingestão diária de proteína

Avocado image by Silvia Bogdanski from Fotolia.com

Você sabe que frutas são uma fonte saborosa de fibra e açúcar, mas sabia que elas também podem ser ricas em proteína? Com a exceção de manga, arando e cereja, todas as frutas contém proteína, variando de 0.3g em uma maçã até 4g em um abacate.

Outras pessoas estão lendo

Frutas ricas em proteína

A maioria das frutas frescas têm menos de 2g de proteína por porção. Contudo, há exceções. Uma xícara de abacate, por exemplo, tem 4g de proteína, enquanto uma xícara de uvas tem 2g de proteína. Uma xícara de framboesas tem 2.2g de proteína e uma xícara de amoras contém 2g de proteína.

Salada de fruta ou vitamina

Saladas de frutas ou vitaminas são fáceis de preparar. Você pode misturar framboesas, uvas, amoras e até mesmo abacate para criar uma salada de frutas rica em proteína. Ou jogue todas elas em um liquidificador juntamente com um pouco de leite ou iogurte de frutas - você também pode adicionar 1 colher de sopa de manteiga de amendoim para mais proteína.

Exigências proteicas

É recomendado que 10% a 35% do seu consumo diário de calorias venha da proteína. Recomendações de gramas por dia: crianças de idade entre 1 a 3 anos deve consumir 13g de proteína; entre 4 a 8 anos devem ser consumidas 19g; entre garotas de 14 a 18 anos o consumo deve ser de 46g, enquanto entre garotos da mesma idade, 52g. Mulheres e homens entre 19 a 70 anos devem consumir 46g e 56g, respectivamente.

Tipos de proteína

Uma fonte de proteína completa, também chamada de proteína de alta qualidade, fornece todos os aminoácidos essenciais. Esse tipo de proteína é encontrada em alimentos de origem animal, como carne, peixe, leite, ovos e queijo. Uma fonte de proteína incompleta é aquela que apresenta falta de alguns aminoácidos essenciais. Nesse caso, é necessário consumir proteínas complementares, ou seja, fontes de alimentos que têm duas ou mais fontes de proteínas incompletas para balancear a quantidade essencial de aminoácidos. O arroz e o feijão são exemplos. Seu corpo pode combinar proteínas complementares ao serem consumidas no mesmo dia, então não é necessário comê-las ao mesmo tempo.

Mais galerias de fotos

Comentários

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2014 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media