Como ver uma tomografia computadorizada dos seios da face

Escrito por carmen l. diaz | Traduzido por wanderson andrade
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como ver uma tomografia computadorizada dos seios da face
Saiba como ver uma TC de seios paranasais

De acordo com o site eMedicine, a tomografia computadorizada (TC) dos seios da face é o exame padrão ouro na avaliação dos seios paranasais de um paciente com sinusite e é essencial no planejamento da cirurgia. A TC é muito útil no diagnóstico de sinusite, além de outros problemas como inflamação, tumores, deformidades, cistos, pólipos e infecções, o que faz da tomografia a ferramenta mais eficaz no diagnóstico e tratamento de problemas dessas estruturas.

Nível de dificuldade:
Fácil

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Luz fluorescente
  • Régua

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Coloque o filme sobre a iluminação fluorescente para que você tenha uma melhor visualização. É melhor ter um quarto escuro com apenas a luz fluorescente.

  2. 2

    Verifique o nome e data do filme. Desta forma, você terá certeza que está vendo o filme do paciente correto.

  3. 3

    Verifique a orientação do filme. Haverão as letras L e R para que você saiba qual lado do filme corresponde ao lado esquerdo ou direito do paciente. As tomografias computadorizadas normalmente são lidas com o lado direito do paciente a sua esquerda e o lado esquerdo a sua direita.

  4. 4

    Certifique que você possa identificar as diferentes estruturas da cabeça do paciente. Pode ser necessário analisar mais que uma imagem para fazer isso.

  5. 5

    Leia o filme utilizando uma forma sistemática. Você verá ar, gordura, água e osso. As áreas brancas no filme são estruturas ósseas; o ar é preto e o tecido mole, fluido e músculos são mostrados em diferentes tons de cinza.

  6. 6

    Olhe cuidadosa e lentamente todas as diferentes estruturas para determinar como estão interferindo no estado de saúde do paciente. Analise o tamanho, distância, profundidade, largura, relação, presença ou ausência de determinadas características e a posição das estruturas do corpo.

  7. 7

    Faça um diagnóstico baseado em suas descobertas. Por exemplo, se houver um espessamento acinzentado na borda dos seios com mais de 3 mm, o paciente tem sinusite grave. Se a unidade óstiomeatal for estreitada, o paciente tem um problema na drenagem dos seios paranasais. Se o septo parece desviado, o paciente tem problemas de obstrução. Se o óstio estiver bloqueado, o paciente possui problemas de obstrução. Se a fossa olfativo é muito profundo, há uma boa chance de que o paciente irá sofrer fraturas ou perfurações com a cirurgia dos seios paranasais.

  8. 8

    Procure alguma diferença entre os lados esquerdo e direito do rosto. Problemas em ambos os lados apontam para sinusite, enquanto problemas em apenas um dos lados sugerem neoplasia.

Dicas & Advertências

  • A tomografia computadorizada com cortes coronais é melhor para avaliar toda a estrutura dos seios paranasais, enquanto um corte axial é melhor para diagnosticar problemas nos seios frontais.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível