Tratamento com ervas para blastocistose

Escrito por theresa l johnston | Traduzido por lucas schiavo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tratamento com ervas para blastocistose
Terapia com ervas pode ser eficaz no tratamento dos sintomas da blastocistose (Image by Flickr.com, courtesy of Thomas Kriese)

Parasitas intestinais e bactérias são um fato da vida, quer nós gostemos de pensar sobre isso ou não. O "blastocystis hominis" é um parasita particularmente resistente, que pode ser adquirido por falta de higiene ou água contaminada. As pessoas podem ter este organismo sem apresentar qualquer sintoma. Quando o sistema está comprometido com a doença ou se ocorrer um desequilíbrio no trato intestinal, o parasita pode causar diarreia, coceira anal, gases e perda de peso.

Outras pessoas estão lendo

Opções médicas

Durante muitos anos, o B. hominis foi considerado como uma espécie de levedura, em vez de parasita, e foi tratado como tal. Os remédios não funcionaram. Os tratamentos atuais incluem antibióticos e sulfas, mas estes, em grande parte, não funcionam também. Este parasita não pode ser tratado apenas com medicação.

Resistente ao tratamento

O parasita se adaptou para sobreviver muito bem no trato intestinal, apesar de qualquer coisa que pensemos em ingerir, como ervas fortes e medicamentos. O blastócito tem uma parede celular muito grossa e se alimenta de bactérias e leveduras intestinais, além de partículas de alimentos não digeridos. Seu principal objetivo parece ser a sobrevivência a qualquer custo, por isso se adaptou e se tornou resistente. Este parasita aparece em amostras de fezes, mesmo após o tratamento, e pode voltar mais forte do que antes se o tratamento também enfraquecer o paciente.

Deixando o seu sistema mais forte

Uma das melhores coisas que você pode fazer para se livrar dos sintomas causados ​​por este parasita é fortalecer o seu aparelho digestivo. Comece uma dieta livre de açúcar refinado e farinha, com bastante proteína de boa qualidade e abundância de legumes frescos. Ele é geralmente encontrado em conjunto com a levedura Cândida Albicans, da qual se alimenta. Ao reduzir a ingestão de carboidratos, você mata a levedura de fome, eliminando assim uma boa parte do abastecimento alimentar do parasita. Isso ajuda a melhorar a sua absorção de nutrientes e digestão, além de melhorar os sintomas. Quando começar esta dieta, você deve usar um programa de limpeza do intestino também. As ervas e fibras destas limpezas ajudarão a eliminar os depósitos de leveduras que alimentam-nos, bem como purgá-lo de muitos dos próprios parasitas. Limpezas intestinais também tonificam o trato digestivo, ajudando a evitar os sintomas.

Rotação de ervas

Muitas ervas são úteis para matar o parasita. Ele muitas vezes é resistente até mesmo a estas, e pode se adaptar se você usar o mesmo remédio por muito tempo. Usar uma rotação de ervas (quatro ou cinco dias por erva) pode lhe dar uma vantagem para que você possa, pelo menos, aliviar-se dos problemas digestivos que o parasita causa. Algumas ervas a tomar incluem nogueira preta (300 miligramas), losna (500 miligramas), cravo (300 miligramas), óleo de orégano (5 gotas) e de genciana (100 miligramas). Comece com uma erva, tome duas ou três vezes por dia durante quatro ou cinco dias. Em seguida, comece a tomar a próxima erva da mesma forma, e assim por diante. Certifique-se de tomar um suplemento multivitamínico e mineral, incluindo extra de vitamina C, A e zinco para o bem-estar geral.

Longa batalha

Muitas pessoas, depois de enfrentar o parasita por meses ou anos, ao fazer exames, descobrem que ele ainda está lá. De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças americano, este parasita é resistente a medicamentos e outros tratamentos, e nunca pode ser totalmente eliminado. Você pode, entretanto, se livrar dos sintomas, seguindo os conselhos acima. Periodicamente, limpe seu intestino, evite alimentos açucarados e altamente processados​​ e comece a usar a rotação de ervas sempre que você sentir o retorno dos sintomas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível