As vantagens de um estudo de coorte retrospectivo

Escrito por sasha maggio Google | Traduzido por fabiana silva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
As vantagens de um estudo de coorte retrospectivo
Os estudos de coorte retrospectivo ajudam a criar ou refutar as associações entre a causa e o efeito (Comstock Images/Comstock/Getty Images)

Um estudo de coorte retrospectivo tenta provar ou negar o risco de algo, como uma doença ou distúrbio, através da observação de um grupo de pessoas com características comuns. Basicamente, há uma premissa de que uma determinada particularidade cria vulnerabilidade para a doença, como a exposição de um feto a um medicamento, que faz com que ele desenvolva uma anomalia ou doença mais tarde. Um estudo retrospectivo implica em obter informações e, depois, analisar e julgar o fato. Alguns estudos de coorte retrospectivo observam indivíduos por muito tempo para tentar encontrar correlações com várias doenças. Outros visam causas e cenários de efeitos específicos.

Outras pessoas estão lendo

Tamanho da amostra

Em um estudo de coorte, a amostra consiste em indivíduos (pessoas) que possuem uma determinada característica ou um conjunto delas. Isso praticamente garante que um número significativo de pessoas desenvolverá a doença que está sendo estudada. Além disso, o tamanho da amostra pode ser pequeno, comparado aos métodos tradicionais de pesquisa, e manter sua importância na comunidade de investigação científica. Um estudo de coorte retrospectivo também pode acompanhar uma coorte (grupo de pessoas com uma característica comum) que está recebendo tratamento para a doença e, em seguida, avaliar a eficácia desse tratamento.

Potencial amplo

Nesses estudos, várias possíveis causas podem ser avaliadas se ocorrerem nas mesmas condições que o foco principal, embora, geralmente, apenas uma condição primária seja o foco do estudo. Os pesquisadores também têm uma maior oportunidade de padronizar as condições de estudo e manipular ou observar o resultado, o que reduz o benefício da randomização e pode aumentar a tendenciosidade. No entanto, ela é geralmente favorável para esse tipo de estudo, que estão menos propensos a esses viés do que os de coorte padrão.

Relativamente fácil

Os estudos de coorte não requerem amostragem aleatória na pesquisa, tornando muito mais fácil encontrar um grupo de coorte de pesquisa e de controle. Em geral, eles são rápidos, embora possa ser um estudo longitudinal e levar mais tempo. O custo é relativamente baixo, quando comparado aos métodos tradicionais de pesquisa. Com uma variável primária e a capacidade de olhar para trás e rever os resultados, em vez de formar e testar hipóteses, os estudos de coorte retrospectivo também são considerados mais fáceis de serem realizados.

Desvantagens

Esses estudos podem requerer um tamanho de amostra grande, dependendo da doença e circunstâncias estudadas. Isso pode aumentar os custos, tornando-os comparáveis, se não mais caros do que os outros métodos de investigação. A rapidez de alguns estudos de coorte pode representar uma desvantagem se a doença ou o resultado requererem mais tempo para se desenvolverem. Além disso, variáveis perturbadoras podem se tornar um problema na seleção da coorte e dos indivíduos do grupo de controle. Os resultados poderão ser afetados caso haja alguma desistência durante o estudo - especialmente para os longitudinais.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível