Vestimentas da criadagem da Era Vitoriana

Escrito por stephan sawyer | Traduzido por laila teixeira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Vestimentas da criadagem da Era Vitoriana
A imagem clássica do mordomo vem da Inglaterra Vitoriana (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

A Era Vitoriana do século 19 é conhecida por inúmeros elementos. É famosa como época de grande prosperidade e mudanças sociais na Inglaterra. Também foi, indubitavelmente, o período em que o Império Britânico atingiu o apogeu de seu poder político-econômico. Vitorianos são bem conhecidos por suas rígidas normas de etiqueta sócio-culturais. Tais regras aplicavam-se, em especial, aos membros das classes alta e média alta. Serviçais vitorianos que trabalhavam para essas famílias muitas vezes observavam códigos de vestimenta bastante específicos.

Outras pessoas estão lendo

Cores

Serviçais empregados em lares ingleses durante a Era Vitoriana tinham que seguir códigos muito rigorosos no que tangia à cor de suas roupas. Serviçais de ambos os sexos raramente usavam algo que não fosse uma matiz de preto, cinza, branco e, em alguns casos, azul. Cores vivas e vibrantes costumavam ser proibidas, assim como estampas cintilantes e artísticas.

Estilo e modelos

As roupas das serviçais tinham de ser conservadoras e simples. A simplicidade era requerida em função dos objetivos práticos de um dia de trabalho e também porque era inconveniente que um criado ou criada fosse confundido com os senhores da casa. Com algumas exceções, o figurino das mulheres consistia em vestidos compridos e de cores escuras que se estendiam até o chão e cobriam completamente os braços e ombros. As roupas dos criados homens variava em função da atividade que exercessem, mas quase sempre eram bastante simples e incluíam calças compridas e camisa lisa.

Mordomo

O mordomo da Era Vitoriana ocupava um dos cargos mais importantes da criadagem de uma família. Em geral, gerenciar outros funcionários e dirigir-se a eles era responsabilidade do mordomo. Era exigido que mordomos estivessem sempre limpos, vestidos com roupas escuras e elegantes e, muitas vezes, que usassem luvas brancas. A roupa deveria se assemelhar à de seu mestre, mas ser visivelmente menos elegante. Era considerado falta de educação um mordomo usar paletó e calças que pudessem levar alguém a confundi-lo com um adulto da família.

Criadas

As criadas da casa eram responsáveis pela governança da residência. Eram obrigadas a vestir longos vestidos de algodão de cores escuras e com poucos babados ou enfeites. A maioria das criadas usava um avental amarrado à cintura e um chapéu branco. Era estritamente reprovável que uma criada imitasse a senhora da casa em termos de estilo, portanto o código de vestimenta era bastante rígido. O outro motivo para tal rigor era a necessidade de as criadas serem reconhecidas à primeira vista.

Babá

Famílias ricas da Era Vitoriana podiam pagar por uma babá. Era comum que as babás fossem consideradas hierarquicamente superiores às criadas. Elas gozavam de privilégios e liberdades extras. Todavia, também obedeciam a um código de vestimenta relativamente rígido. Durante o século XIX, babás geralmente usavam vestidos de algodão nas cores azul ou branca e acessórios como aventais com babados e gorros. Era requerido às babás que saíam da casa da família para passeios que trocassem de roupa e usassem vestidos de algodão de cores mais escuras, variando do azul escuro ao cinza escuro.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível