O Yôga e as posturas de pé para reafirmar as coxas

Escrito por tracey allison planinz | Traduzido por abra kadabra
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
 O Yôga e as posturas de pé para reafirmar as coxas
Prática de meditação (ULTRA F/Photodisc/Getty Images)

O Yôga faz parte de um sistema de medicina indiano com mais de 5.000 anos de existência e que vem sendo utilizado com fins terapêuticos durante séculos. Foi originalmente introduzido no Ocidente por volta dos anos 1800. Porém, o Hatha yôga, tal como é hoje conhecido, foi introduzido nos Estados Unidos pelos discípulos de Swami Sivananda nos anos 50 e 60, tendo sido rapidamente adotado, tanto por entusiastas da boa-forma, como por espiritualistas.

Para além da prática de asana (posições corporais), o Yôga inclui uma dieta específica, meditação, espiritualidade e uma filosofia de vida diária. Porém, certas posições poderão ser trabalhadas para ajudar a tratar problemas fisiológicos específicos. As posturas abaixo referidas fazem parte de uma prática comum no Yôga, por serem particularmente benéficas para fortalecer as pernas, as coxas e os órgãos internos. Para executá-las convenientemente, a respiração e uma postura física correta deverão ser tidas em consideração.

Outras pessoas estão lendo

Saudação ao sol

Esta é a questão central de qualquer prática de Yôga e inclui presentemente uma série de 12 posições, executadas uma após outra, consecutivamente.

Comece com a postura da montanha, com as mãos ao longo do corpo e os pés juntos. Respire profundamente e coloque os braços sobre a cabeça. Una as palmas das mãos pressionando-as em frente ao peito na posição de oração e expire. Volte a inspirar, voltando a pôr os braços sobre a cabeça, arqueando as costas ligeiramente para trás. Expire lentamente ao fletir a cintura e volte a inclinar-se para a frente.

Inspire e dê um passo com o pé direito completamente à retaguarda, inclinando-se para a direita. Coloque os dois pés juntos, atrás, e fique na posição de prancha, retendo a respiração. Expire, fletindo os cotovelos, queixo contra a esteira e deslize para a frente, em naja (cobra). Mantenha a posição e inspire profundamente.

Expire e eleve os quadris para cima em direção ao teto e, virada para baixo, estique os braços e as pernas, ficando em pose de cachorro (dog pose) com os braços e as pernas esticados. Depois, inspire colocando o pé direito completamente para a frente, de forma que ele fique entre as duas mãos, e incline-se para o lado oposto.

Expire, dê um passo para juntar ambos os pés, e volte de novo à posição de inclinação, de pé. Inspire, levantando os braços e colocando-os acima da cabeça e volte a expirar em pose de montanha. Repita duas ou três vezes.

 O Yôga e as posturas de pé para reafirmar as coxas
Postura de flexão (Jupiterimages/BananaStock/Getty Images)

Pose de guerreiro

Dê um passo largo sobre a esteira. Vire o dedão do pé direito para fora, rodando o tornozelo esquerdo ligeiramente também no mesmo sentido. Vire-se para a sua perna direita. Inspire e eleve ambos os braços sobre a cabeça, unindo as palmas das mãos. Expire, dobrando a perna direita e incline-se completamente em direção ao chão. Fixe o olhar ligeiramente para cima. Mantenha esta posição enquanto faz algumas respirações profundas. Em seguida, volte-se de novo para cima, virando-se para o lado oposto e repetindo o mesmo processo para a perna esquerda.

 O Yôga e as posturas de pé para reafirmar as coxas
Postura de pé (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

Pose de triângulo

Volte de novo à posição de pernas abertas sobre a esteira. Vire o dedão do pé direito para fora e gire o tornozelo esquerdo ligeiramente para o mesmo lado. Inspire, levantando os braços em linha paralela ao chão. Expire e estique o braço direito completamente para baixo (ou tanto quanto conseguir) e o braço esquerdo em direção ao teto. Vire-se e olhe para cima. Se sentir algum desconforto no pescoço, olhe para o chão. Mantenha esta posição enquanto faz algumas respirações. Inspire e volte a elevar o corpo. Vire-se para a esquerda e repita os mesmos passos para esse lado.

 O Yôga e as posturas de pé para reafirmar as coxas
Postura de pé, fletida (Motoyuki Kobayashi/Photodisc/Getty Images)

Pose de cadeira

Volte a ficar na postura de pé, com os pés juntos. Inspire e eleve os braços sobre a cabeça, unindo as palmas das mãos. Expire e dobre os joelhos empurrando os quadris para trás enquanto faz descer completamente o corpo em direção ao chão. Tenha em mente que os joelhos não podem ficar mais à frente que os dedões dos pés. Mantenha a posição durante algumas respirações. Depois, levante-se.

 O Yôga e as posturas de pé para reafirmar as coxas
Postura de flexão dos joelhos (PhotoObjects.net/PhotoObjects.net/Getty Images)

Pose da árvore

Volte à posição de pé. Dobre o joelho direito, rodando-o para o lado. Lentamente, comece a levantar o dedão, do chão, colocando-o sobre os gémeos ou na parte interna da coxa. (Não o coloque sobre a articulação do joelho). Inspire e eleve ambos os braços sobre a cabeça, palmas das mãos juntas. Mantenha os braços esticados para cima ou una as palmas das mãos sobre o coração em posição de oração. Respire profundamente e retenha por um minuto. Repita o mesmo processo no lado oposto. Isto requer prática, por isso não desanime. No início, você pode querer ficar junto de uma cadeira ou parede como forma de apoio.

 O Yôga e as posturas de pé para reafirmar as coxas
Flexão da perna (Jupiterimages/Pixland/Getty Images)

Rei bailarino

Esta postura é uma das mais difíceis, pois exige flexibilidade nas pernas, nos ombros e na coluna vertebral. Também requer o domínio do equilíbrio e da concentração.

Comece por juntar os pés na posição de pé. Dobre o joelho direito e desça com a mão, agarrando a parte traseira do tornozelo, contornando, com ela, a parte interna do pé. Equilibre-se. Inspire e estique o braço esquerdo para cima em direção ao teto. Expire e incline-se para a frente ligeiramente, apertando o pé com a palma da mão e avançando com a mão esquerda, o que irá formar uma curvatura na região lombar. Você sentirá um alongamento na coxa e no ombro direito. Fixe o olhar em em um único ponto à sua frente. Respire profundamente. Mantenha esta posição durante algumas respirações. Baixe a mão e o pé lentamente, voltando à posição ereta. Repita o processo no lado oposto.

 O Yôga e as posturas de pé para reafirmar as coxas
Rei bailarino (Kane Skennar/Digital Vision/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível