Características físicas da Arábia saudita

Escrito por michael hinckley | Traduzido por wanderson david
Características físicas da Arábia saudita
Conheça um pouco da história da Arábia Saudita (drapeau arabie saoudite saudi arabia flag image by DomLortha from Fotolia.com)

Uma descrição física da geografia e do clima da Arábia Saudita inclui as fronteiras geográficas, uma visão global do ecossistema predominante, uma breve história do país e a produção agrícola e mineral. Este artigo faz uma breve apresentação sobre o sistema de governo da Arábia Saudita, com quais países ela faz fronteira e uma lista de suas 13 províncias.

Tamanho

A Arábia Saudita é o maior país da Península Arábica. Ela faz fronteira com o Golfo Pérsico a nordeste; com o Mar Vermelho, a oeste; com o Jordão, Iraque e Kuweit, ao norte; com o Catar, Bahrein e os Emirados Árabes Unidos, a leste; e com o Omã e o Lémen, ao sul. Todo seu território tem aproximadamente 2.150.000 km², com um clima predominantemente desértico seco e quente.

Geografia

A Arábia Saudita não possui rios ou grandes lagos. Uma cordilheira de altas montanhas situa-se paralela ao Mar Vermelho no leste do país. É nessa parte ao leste que as duas cidades sagradas, Meca e Medina, estão situadas. No centro-oeste do país está situada a capital, Riade, e no Golfo Pérsico ficam cidades litorâneas importantes, como Ad Dammam e Ra's al Khafji. Jabal Sawda (a Montanha Preta) é a elevação mais alta da Arábia com 3.100 metros. Sendo um deserto, poucas partes do país são aráveis e, por isso, a Arábia importa a maior parte de seus alimentos, com exceção da carne e outros produtos animais. Os abastecimentos de água são ampliados pelo uso de plantas costeiras de dessalinização.

História

O reino da Arábia Saudita foi formado após o fim da Primeira Guerra Mundial, mas um conflito interno impediu até 1932 a unificação do que hoje é conhecido como Arábia Saudita, um evento comemorado anualmente em 23 de setembro. O controle dos recursos de água foi a causa de vários conflitos com países vizinhos como o Catar e o Iêmen, dos quais a maioria estão protegidos por um acordo entre os países. Além disso, o governo da Arábia exerce um controle rigoroso sobre os recursos minerais nas suas fronteiras, incluindo o petróleo. Economicamente, o controle dos recursos naturais permitiu que a Arábia Saudita acumulasse um Produto Interno Bruto (PIB) alto e, por isso, é um dos colaboradores mais importantes das outras nações, como o Líbano e os territórios palestinos.

Função

O rei da Arábia Saudita também atua como o primeiro-ministro e, por isso, tem um duplo papel no governo. Todas as posições governamentais, incluindo o gabinete ministerial e o consultivo ou "Majlis al-Shura", são nomeados pelo rei. Não há eleições na Arábia e, por isso, não existem partidos políticos de oposição, embora grupos de empresas estrangeiras e grupos dos direitos das mulheres exerçam um pouco de pressão sobre o governo. As leis na Arábia Saudita são baseadas em uma interpretação de Shari'a, ou Lei Islâmica, e são administradas por um Supremo Tribunal de Justiça.

Efeitos

A exportação mais importante desse país é o petróleo, sendo considerada a maior fonte de petróleo do mundo. A renda adquirida pelo petróleo supre a maioria dos gastos governamentais, embora haja algumas iniciativas de diversificar a economia e atrair investimentos estrangeiros. As barreiras geográficas e climáticas, como as secas que duram décadas e as grandes planícies de sal, impedem a habitação que não seja para a exploração de petróleo em grande parte do país. A Arábia Saudita é o lar do maior deserto de areia no mundo (o Rub al-Khali ou "distrito vazio").

Considerações

A Arábia Saudita é dividida em 13 províncias, cada uma com sua própria capital. As províncias são: Borda do Norte, Jouf, Tabuk, Hail, Qasim, Medina, Maca, Riyadh, Província Oriental, Baha, Asir, Jizan, e Najran.

Potencial

Apesar do clima desértico, o calor extremo do país faz com que muitas cidades litorâneas tenham uma umidade alta que, às vezes, atinge até 100%. Grandes áreas desérticas foram convertidas em áreas aráveis através do uso de irrigação, permitindo que a Arábia se torne um exportador de certos produtos agrícolas, como tâmaras. Aumentar a diversificação, incluindo o uso de irrigação subterrânea e transferência de água, pode reforçar ainda mais a produção agrícola do país.

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível