Como a castanha da índia auxilia na circulação das pernas

Escrito por jacqueline lerche | Traduzido por luiz carlos júnior
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como a castanha da índia auxilia na circulação das pernas
A castanha da índia pode melhorar a circulação das pernas (isolated girl's and man legs image by Slyadnyev Oleksandr from Fotolia.com)

A castanheira da índia é encontrada em toda a Europa e América do Norte, embora seja nativa da região dos Bálcãs. O extrato de sua castanha tem efeitos benéficos para a saúde venal e é aprovado para o tratamento da insuficiência venosa crônica, na Alemanha. O uso de seu extrato também está crescendo nos Estados Unidos e Canadá. O aumento do interesse por esta erva tem resultado em estudos clínicos que apoiam o uso de castanha para a melhoria das condições de má circulação na perna, de acordo com a Universidade do Texas.

Outras pessoas estão lendo

Efeito

A castanha da índia tem efeitos anti-inflamatórios, anti endêmicos e vasoconstritores no corpo, de acordo com a Universidade de El Paso, no Texas. As enzimas de elastase e hialuronidase são reduzidas na presença dessa castanha. Isto resulta na redução da permeabilidade dos capilares. Além disso, o tônus ​​venoso e fluxo são melhorados.

Como a castanha da índia auxilia na circulação das pernas
Vasos capilares (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Pesquisa Clínica

Os pacientes com prurido receberam escina, um componente da castanha, em um estudo realizado por terceiros, em 2004. Os pesquisadores descobriram que 300 mg de escina é benéfica no tratamento de prurido, de acordo com a Universidade do Texas. Estudos revelaram que esse componente possui fosfolipídios essenciais e que sua aplicação tópica demonstrou uma melhoria da saúde dos capilares e no transporte de nutrientes para as veias. Em estudos clínicos, o edema pós-operatório, as hemorroidas e a insuficiência venosa crônica também têm apresentado melhora com o uso da escina.

Como a castanha da índia auxilia na circulação das pernas
Capilares levando nutrientes à veia (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Componentes ativos

A castanha da índia contém escina, um tipo de saponina. Os pesquisadores acreditam que ela seja o componente mais ativo da castanha e o principal responsável para a melhoria da saúde venosa e redução dos sintomas em condições de má circulação nas pernas. A castanha também contém os flavonoides quercetina e rutina assim como os fitosteróis taninos e hidroxicumarinas, que atuam como anticoagulantes, de acordo com a Universidade do Texas.

Como a castanha da índia auxilia na circulação das pernas
Circulação sanguínea (Comstock Images/Stockbyte/Getty Images)

Insuficiência venosa crônica

Estudos têm mostrado que o extrato da semente da castanha da índia reduz os sintomas da insuficiência venosa crônica. O extrato reduziu a dor, o volume da perna, inchaço e coceira, de acordo com a Universidade de Maryland School of Medicine.

Como a castanha da índia auxilia na circulação das pernas
Pernas sem inchaço (Michael Blann/Digital Vision/Getty Images)

Dosagem

Uma dose diária de 300 mg de extrato da castanha padrão é a quantidade recomendada, de acordo com a Universidade de Washington. Extratos padronizados devem conter pelo menos 16 por cento escina.

Como a castanha da índia auxilia na circulação das pernas
Verifique a dosagem correta (Creatas Images/Creatas/Getty Images)

Efeitos colaterais

O extrato de castanha é geralmente considerado seguro. Indivíduos com doença hepática ou renal devem evitar fluidos intravenosos contendo escina. As castanhas não processados ​​são tóxicas quando ingeridas. Efeitos colaterais leves, como tonturas, náuseas, problemas digestivos e dores de cabeça, raramente foram relatados em estudos clínicos.

Como a castanha da índia auxilia na circulação das pernas
Modelo do fígado humano (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível