×
Loading ...

Os cinco tipos de liderança na gestão de uma organização

Atualizado em 21 fevereiro, 2017

Papéis de gerenciamento são sinônimos de estilos de gerenciamento. Ao mesmo tempo, estes são sinônimos dos fundamentos éticos dos estilos de gerenciamento. Todos eles falam da mesma coisa: os estilos de gerenciamento diferem e essas diferenças derivam tanto da natureza da organização ou situação, como da personalidade do gerente.

Os cinco tipos de liderança na gestão de uma organização (Jupiterimages/Brand X Pictures/Getty Images)

O técnico

Esse gerente é muito experiente e prático. Na análise ética "The Five Modes of Ethical Leadership" (Os cinco modos de liderança ética), Ken Johnson identifica o gerente técnico como o "facilitador" na gestão. Este e o tipo de gestor que tem a capacidade de solucionar problemas por sua experiência e habilidade. Essa pessoa é o gestor por resultado de mérito e experiência, o que o faz ser respeitado independentemente de qualquer carência pessoal.

Loading...

O persuasivo

Gestores que são persuasivos são aqueles que conhecem a organização e sabem como ela funciona. Este é um modo clássico de gestão em que se vê a organização como um organismo. Tal gestor pode usar a função específica de um grupo ou escritório para racionalizar a importância de cada tarefa. Essa pessoa usa seu conhecimento da organização e seu propósito para conseguir o melhor das pessoas. Tais pessoas geralmente veem o grupo de maneira mais espiritualizada, além de seus lucros e perdas, mas preferem ver a organização com sua própria ética. Trata-se de cooperação. Este, algumas vezes, é chamado de modelo "arquitetônico".

O carismático

Gestores que são carismáticos podem ser chamados de "inspirações" ou "pioneiros". Eles veem a organização como algo feito de funcionários que precisam ser motivados. Em vez de coagir ou persuadir, tais gerentes procuram um contato particular com cada um dos funcionários para tirar o melhor proveito deles. Estes são gestores que são respeitados e adorados por causa dessa habilidade. O gerente carismático vê pessoas, não organizações. A consultora de liderança Adena Wright chama essa abordagem de modelo "treinamento". Este pode ser também alguém que lidera pelo exemplo. O que todos eles tem em comum é que a pessoa do gerente é o que motiva os funcionários.

O gestor carismático é baseado na personalidade (Photos.com/PhotoObjects.net/Getty Images)

O manipulador

Isso parece rigoroso, mas não é. Johnson descreve esse estilo manipulador como sendo aquele que sempre encontra algum motivador externo para levar as pessoas a trabalhar. O persuasivo e o técnico são baseados em experiência. O carismático é baseado na personalidade. O manipulador é baseado no incentivo. O objetivo deste modelo de gestão é sempre oferecer recompensas e reconhecimento necessários para um bom trabalho.

O manipulador sempre encontra uma maneira de motivar os trabalhadores (Jupiterimages/Comstock/Getty Images)

O ditador

Esse é o tipo de gerente que não é nem carismático nem técnico, ou não é capaz de colocar essas características em prática. Essa pessoa é o pior tipo de manipulador: aquele que usa apenas penalidades e multas como meio de motivar os trabalhadores. Ninguém gosta dessa pessoa, e poucos a respeitam. O ditador vê a gestão meramente como uma posição de poder, e vê apenas aqueles que aceitam sua autoridade ou aqueles que a rejeitam.

O ditador usa penalidades como motivadores (PhotoObjects.net/PhotoObjects.net/Getty Images)
Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...