Curas para escaras

Escrito por rachel nall | Traduzido por valéria magalhães
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

Pacientes que ficam em camas geralmente são incapazes de se mover, permanecendo na mesma posição durante várias horas. Como resultado, o fluxo de sangue pode ser cortado naquele lugar e causar escaras. O paciente geralmente tem pouca possibilidade de movimentação, fazendo com que as feridas cresçam cada vez mais profundas e se estendam para dentro do músculo.

Tratamento inicial

Também chamadas de úlceras de pressão, elas geralmente se desenvolvem sobre ou em torno das nádegas ou pés. Os enfermeiros, médicos e entes queridos devem estar cientes dos perigos das escaras e constantemente observar o paciente para eventuais feridas na pele (escaras geralmente começam como uma área avermelhada ou roxa).

Aos primeiros sinais de escaras, o paciente deve mudar a posição do corpo regularmente, para estimular o fluxo sanguíneo e movimento. Ele pode ser transferido para um colchão especializado que alterna sua pressão para o corpo através de um método de laminagem, ou por meio de bolsas de ar controladas.

Tratamento de feridas

Um especialista em tratamento de feridas deve cuidar do local, restabelecendo o fluxo sanguíneo, removendo o tecido morto e impedindo que o tecido seque. Cremes e pomadas aplicadas na ferida não apenas reduzem o risco de novas infecções, mas também mantêm a ferida limpa. O local também deve ser enfaixado por um profissional especializado.

O desbridamento, um método que especialistas usam para remover o tecido morto, também deve ser realizado. Existem várias formas diferentes para remover o tecido que, na maioria das vezes, depende da gravidade das escaras. Alguns métodos incluem o uso de curativos especiais para reforçar o processo de cura natural do corpo, usando vermes médicos para limpar a ferida e se livrar de bactérias em excesso, o uso de enzimas para remover o tecido morto ou a remoção do tecido com instrumentos médicos.

Dieta para estimular a cura

O sistema imunológico pode estar vulnerável ​​devido às condições anteriores ou à luta contra a ferida. É importante para um paciente consumir uma dieta de alto teor de proteína, o que ajuda a cicatrizar a pele mais facilmente. O médico também pode prescrever um suplemento de proteína líquido chamado Pro-Stat, oferecendo aos pacientes uma fonte direta de proteínas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível