Dieta Feingold para a hiperatividade

Escrito por jessica cook | Traduzido por ana rodrigues
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

Para os pais de crianças com transtorno de déficit de atenção (DDA) ou atenção e hiperatividade (TDAH), eliminar o comportamento hiperativo da criança pode parecer um objetivo inatingível. Alguns pais têm tentado uma dieta conhecida como Programa Feingold ou Dieta Feingold, em um esforço para alcançar o alívio dos sintomas. Esta dieta é baseada na ideia de que as mudanças na alimentação podem levar a mudanças de comportamento nas pessoas que sofrem de tendências hiperativas.

Outras pessoas estão lendo

O problema

Os defensores do Programa Feingold acreditam que determinados alimentos podem piorar o comportamento hiperativo em pessoas com ADD ou TDAH. Especificamente, eles se concentram em aditivos alimentares e conservantes (como cores e sabores artificiais) como causas desses comportamentos. As pessoas que se inscrevem para o programa decidem alterar sua dieta ou a de seus filhos e seguir o conselho de Feingold para melhorar seu comportamento.

A solução

Seguidores do Programa Feingold enfatizam a necessidade de remover todas as besteiras da dieta e substituir determinados alimentos por outros mais "naturais". Por exemplo, você pode ser capaz de comer uma determinada marca de salgadinhos de queijo com coloração branca natural, mas aqueles corados artificialmente não devem ser consumidos. Os seguidores da dieta também recomendam a remoção de algumas frutas e vegetais de sua dieta, pois elas contêm propriedades semelhantes às dos ingredientes presentes na aspirina; acredita-se que estas propriedades estão contribuindo para a hiperatividade.

Os críticos

Os críticos da Dieta Feingold alegam que não há nenhuma pesquisa científica para servir de base aos aconselhamentos. Eles também têm problemas com a remoção de algumas frutas e vegetais que consideram saudáveis da dieta. Como a maioria dos membros da área médica acredita que o ADD e o TDAH são causados ​​por certas diferenças no cérebro, e não no sistema intestinal, eles colocam pouca ou nenhuma fé no programa de Feingold.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível