Doenças das parreiras de uva

Escrito por regina sass | Traduzido por pedro antonio
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

As parreiras de uvas são susceptíveis a várias doenças, a maioria delas são fungos, mas também há uma infecção bacteriana que é extremamente grave. Com sorte, as doenças fúngicas podem ser prevenida pelo aparo adequado da parreira, o que garante um fluxo de ar correto e a remoção imediata das partes velhas e doentes. Há também vários fungicidas que proporcionam prevenção e curas para as doenças.

Outras pessoas estão lendo

Mal de Pierce

O mal de Pierce é uma infecção bacteriana que pode ser carregada por insetos. Os sintomas incluem tumores nas folhas, que podem secar ou murchar. As frutas murcham e a parreira pode morrer em dois ou três anos.

Podridão preta da uva

A podridão preta ataca as folhas jovens, aparecendo pontos que se tornam lesões nas frutas e adquirem uma cor azul-escura e murcham. A podridão pode acabar pela pulverização com um fungicida antes que ela domine a planta.

O fungo Botrytis

O fungo Botrytis, que aparece através de esporos felpudos cinzentos, infecta as flores no início da primavera e não desencadeia os seus efeitos sobre a planta até que as frutas amadureçam. As uvas estão mais susceptíveis, caso tenha sido danificadas por algo pequeno, como uma bicada de pássaro.

Míldio

O míldio infecta os poros utilizados para troca de ar da planta. Aparecem lesões amarelas na frente da folha e no tronco se desenvolvem os esporos brancos do míldio. Em casos graves, a vinha inteira perde as folhas dela e as frutas murcham.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível