Como educar filhos adotivos sobre limites

Escrito por erin schreiner Google | Traduzido por monica da costa
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como educar filhos adotivos sobre limites
Ofereça aos seus filhos adotivos a estabilidade que necessitam (chess image by Stepanov from Fotolia.com)

Pais adotivos abrem suas casas e, muitas vezes, os seus corações para as crianças que necessitam de orientação e de um lugar para ficar. Ao acolher um filho adotivo em sua casa, uma das coisas mais importantes e difíceis que você deve fazer é trabalhar para estabelecer limites. O novo membro de sua família provavelmente não vem empunhando apenas um saco de brinquedos e roupas, mas uma série de experiências que já começaram a moldar quem ele é. Ao trabalhar de forma cooperativa e apoiar a criança enquanto ela faz sua transição para a sua casa, você poderá ajudá-la a identificar e permanecer dentro dos limites.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Mostre à criança sua nova casa. Dê a ela um tour completo em seu primeiro dia na sua nova casa. Evite estabelecer lugares que estão fora dos limites, já que a criança provavelmente não se sentirá como um membro da família bem-vindo se houverem certos lugares nos quais não seja permitido ir.

  2. 2

    Escreva as regras da casa. Algumas crianças vêm de lares adotivos desprovidos de regras. Para esses garotos, seguir um conjunto de ordens é ainda mais desafiador do que seria para um adolescente típico. Para tornar a tarefa mais fácil, crie um cartaz e coloque-o em um local de destaque. Ao falar com a criança sobre as regras, faça referências a esse cartaz.

  3. 3

    Explique o procedimento diário de sua casa. Se o seu filho adotivo for mais velho, provavelmente será suficiente explicar oralmente o procedimento, listando os horários aproximados em que a família levanta, come o jantar e vai para a cama, entre outras coisas. Se o filho adotivo for mais jovem, ajude-o a aprender sobre os procedimentos domésticos ao trabalhar com ele para criar um horário.

  4. 4

    Monitore as interações entre o filho adotivo e outras crianças na casa. Dependendo das experiências anteriores da criança adotiva, pode ser difícil para ela envolver-se em relacionamentos saudáveis ​​e produtivos com outras crianças. Para garantir que seus filhos biológicos ou adotivos não sejam de forma alguma prejudicados por suas interações com esse novo residente, você deve prestar muita atenção nas maneiras como eles interagem.

  5. 5

    Lide com questões de limites imediatamente. Alguns pais adotivos evitam lidar com os problemas inicialmente, porque não querem fazer a criança não se sentir bem-vinda. Embora pareça lógico para evitar problemas no início, isso pode levar ao desenvolvimento de problemas ainda piores. Trace limites claros chamando a atenção da criança para os problemas imediatamente.

  6. 6

    Discuta quaisquer transgressões calmamente. Evite aproximar-se da criança com sinais de raiva, mas, em vez disso, explique com calma o que ela fez que era impróprio. A criança terá mais propensão a ouvi-lo se abordá-la sem confrontos e falar com a cabeça fria sobre o tema em questão.

  7. 7

    Consulte um profissional de saúde mental, se o comportamento negativo da criança persistir. Muitos filhos adotivos têm dificuldades devido às circunstâncias difíceis do seu passado. Se você perceber que seu filho adotivo está pressionando continuamente os limites, ele pode precisar de atenção à sua saúde mental.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível