Como escrever um livro metafísico de auto-ajuda

Escrito por ty wright | Traduzido por henry alfred bugalho
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como escrever um livro metafísico de auto-ajuda
A metafísica lida com alguns tópicos como astrologia, numerologia, corpos astrais, cristais, conhecimento proibido e qualquer outra coisa relacionada à condição do espírito humano (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

A metafísica lida com alguns tópicos como astrologia, numerologia, corpos astrais, cristais, conhecimento proibido e qualquer outra coisa relacionada à condição do espírito humano. Praticado antes abertamente por povos antigos, o nascimento do século XXI deu impulso a um interesse renovado pela metafísica, e assim surgiu o termo Nova Era. Uma das coisas mais úteis sobre um livro de auto-ajuda é que ele pode dar uma perspectiva pessoal. Em um livro metafísico de auto-ajuda, esta perspectiva — que geralmente ficaria nas franjas da ciência tradicional — possui uma visão valiosa.

Nível de dificuldade:
Moderado

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Escolha um tópico sobre o qual escrever. Um livro de auto-ajuda pode ser escrito sobre qualquer coisa que ajude alguém a realizar um objetivo ou superar um obstáculo em sua própria vida. É melhor escrever a partir de sua experiência ao decidir um tópico de auto-ajuda. Quanto mais você souber sobre um tópico, maior será sua autoridade para lidar com o material. Os melhores livros de auto-ajuda contêm a sabedoria de ter funcionado, de fato, na vida pessoal do próprio autor.

  2. 2

    Crie um roteiro. Decida como você escreverá o livro e como organizará a informação que deseja passar. Como uma narrativa pessoal, muitos livros de auto-ajuda frequentemente assumem a forma de uma jornada, também podendo ser uma coleção de histórias engraçadas sobre as suas experiências cotidianas. É aí onde você exporá como os aspectos metafísicos participam de sua experiência pessoal e como você os traduzirá para o leitor.

  3. 3

    Apresente-se no mesmo nível das demais pessoas ao escrever a seção do livro que lhe apresenta como tendo um problema. Neste ponto, você é uma pessoa normal com um problema que precisou superar. Escreva com um tom informal e fácil de ler, para que os leitores se identifiquem com você.

  4. 4

    Explique o que lhe fez decidir-se por mudar, ou melhorar, a sua vida. Em uma narrativa ficcional, isto poderia ser conhecido como o momento catalisador, e o mesmo princípio se aplica a um livro de auto-ajuda de não-ficção. Como você está conduzindo o leitor em uma jornada de experiência pessoal, você deverá esclarecer em que momento decidiu mudar a sua vida. Para algumas pessoas, este foi o "fundo do poço", e, para outros foi simplesmente um momento "ahá", quando você se senta em uma manhã, revê sua vida e decide-se que quer mudá-la. Em um livro metafísico de auto-ajuda, isto pode ser simplesmente um sentimento, ou uma voz, que lhe mostrou que era a hora de mudar a sua vida.

  5. 5

    Reconte o que você fez para mudar ou melhorar sua vida. É aí onde o aspecto metafísico do livro aparecerá com mais força. Será provavelmente uma exploração metafísica daquilo que o permitiu mudar a sua atitude. Talvez você usou um mapa astral para fazer as mudanças. Ou talvez tenha usado terapia com cristais para pôr o seu cérebro em uma frequência diferente e corrigiu um comportamento nocivo. Em um livro metafísico de auto-ajuda, você pode escrever sobre qualquer coisa que sentir que o ajudou, e é provável que seja muito subjetivo — o que é justamente o ponto. Qualquer coisa que tenha funcionado para você também pode funcionar com outros.

  6. 6

    Resuma os seus resultados e como as suas ideias podem dar certo para o leitor. Além de explorar a abordagem que você tomou para melhorar sua vida, explique como o leitor pode fazer o mesmo. Explique detalhadamente o processo sobre como você implementou astrologia, terapia com cristais, ou oração e meditação em sua vida. Escreva com um tom inspiracional que faça o leitor se sentir bem. O objetivo é que o leitor acredite que sua experiência se relaciona com ele de um modo profundo o bastante para que ele siga o mesmo caminho com sucesso.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível