Festivais para a deusa grega, Ártemis

Escrito por canaan downs | Traduzido por rayssa amorim
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Festivais para a deusa grega, Ártemis
Ártemis era raramente representada sem seu arco e flecha (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Ártemis era a deusa grega da castidade, vida selvagem e caça. Na religião grega pós-clássica, a deusa da lua, Selene, foi suplantada em seu culto de devoção, transformando Ártemis em uma deusa da lua. Ela era temida assim como era reverenciada, pois suas flechas representavam morte repentina ou doença para garotas, mulheres e lavouras. Por essa razão, existiam diversos festivais anuais que buscavam apaziguá-la, protegendo a comunidade de sua ira. Na antiga religião grega, uma estátua de uma divindade era mais que mera representação - era uma manifestação corpórea do deus. Consequentemente, muitas comunidades tinham seus patronos, com seus próprios poderes e rituais. Isso levou a uma proliferação de festivais, cada um celebrando poderes e lendas dos deuses e deusas, como Ártemis, em cidades gregas.

Outras pessoas estão lendo

Targélia

A Targélia era o festival expiatório onde, durante a ocasião, Ártemis e seu irmão, Apolo, eram reverenciados através de sacrifício humano. Os dois homens e mulheres mais feios da cidade de Atenas desfilavam pela cidade, presos e nus, exceto por colares de figos, tendo seus genitais açoitados com galhos de figos. Os dois sacrifícios eram então apedrejados até a morte em uma praia sacrificial, seus corpos eram queimados e suas cinzas jogadas ao mar. As primeiras frutas colhidas eram então oferecidas aos deuses, seguido por uma procissão celebrativa em comemoração as mortes.

Arkteia

O festival de Arkteia ocorria a cada quatro anos em Brauron, um pequeno santuário localizado fora de Atenas. O festival era celebrado com uma procissão composta de garotas atenienses, em idade para casar, que ia do santuário até a acrópole. Essas garotas eram consagradas como as ursas de Ártemis, participando em corridas, danças e sacrifícios em preparação para a idade adulta. Nesses rituais, elas ficavam nuas ou em mantos com cor de açafrão. Durante o festival, um brinquedo das garotas era oferecido à deusa em sacrifício, representando a adoção da idade adulta. No festival, roupas de gestantes também eram oferecidas à Ártemis, como um presente após um parto bem sucedido.

Mounichia

O festival Mounichia de Ártemis acontecia no início da primavera em homenagem a vitória da frota naval ateniense contra os persas na batalha de Salamina. Ártemis foi creditada por ajudá-los a alcançar essa vitória, e um templo em sua homenagem foi construído em uma colina perto de Pireu. Para o festival, jovens garotas eram fantasiadas de ursas, assim como no festival de Arkteia, e bolos com velas acesas eram trazidos como oferendas à deusa.

Laphria

O festival de Laphria era celebrado uma vez a cada ano em Pátras, em homenagem à Ártemis de Laphria. No primeiro dos dois dias, uma sacerdotisa, encarnando Ártemis, passava pela cidade em uma carruagem levada por cervos, em direção ao altar feito de madeira molhada e seca. No segundo dia, todos os tipos de plantas e animais eram amarrados e jogados vivos no altar, que então era incendiado. Os animais que conseguissem escapar, eram novamente amarrados e jogados no altar. Isso era uma alegre celebração para Ártemis, em sua forma de caçadora.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível