A importância da TIC para a pescaria

Escrito por chuck ayers | Traduzido por fabiana silva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
A importância da TIC para a pescaria
Uma traineira saindo para o mar (fishing boat in mexico image by Daniel Balluff from Fotolia.com)

As Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) têm avançado geometricamente. E, com sua evolução, as TICs encolheram o mundo. Começou com o e-mail, no início dos anos 90, passando pelas mensagens de texto e chegando até às conferências online realizadas com o aplicativo Go-to-Meeting, que é capaz de reunir pessoas de todo o mundo ao mesmo tempo. Comparativamente, podemos dizer que, em poucos anos, passamos da vida simples de Mayberry, uma cidadezinha fictícia do interior que fazia parte de um seriado norte-americano dos anos 60, para o mundo tecnológico representado pelo filme Astroboy. Da mesma forma, é admirável como os avanços das TICs, em todos os outros aspectos da vida diária, remodelaram a forma com a qual o setor pesqueiro realiza seus negócios.

Outras pessoas estão lendo

Wall Street em pleno oceano

As TICs são usadas em uma vasta gama de aplicações no mundo da pesca. Através do telefone celular, a tripulação pode negociar a carga pescada no dia enquanto ainda está no mar. Os capitães utilizam o GPS para identificar sua localização e os sonares para encontrar grandes cardumes de peixe, resultando em uma pesca mais produtiva. As condições meteorológicas são previstas com mais exatidão, e essas informações são compartilhadas entre os barcos. Também é possível monitorar a escassez e a fartura de recursos através das avaliações em larga escala.

Disparidades por regiões

Como era de se esperar, o setor pesqueiro no mundo industrial ocidental foi impulsionado pelas TICs muito mais rapidamente do que as culturas de pesca mais primitivas. Ainda há métodos de pesca bastante primitivos em algumas aldeias do sudeste da Índia, e o acesso destes locais a alguns avanços de TICs são recentes. De acordo com os resultados apresentados no Simpósio Internacional sobre Recifes e Corais, realizado em julho de 2008 na cidade de Fort Lauderdale na Flórida, em lugares como o Golfo de Mannar, por exemplo, somente agora os pescadores estão aprendendo as tecnologias rudimentares de TIC. No melhor dos casos, os avanços das TICs nas culturas primitivas foram mínimos.

Pescaria rápida

De acordo com um estudo realizado em 2007 por Jensen e Oster, a simples introdução dos celulares em áreas de pesca mais avançadas da Índia trouxe uma enorme melhoria no lucro e na eficiência desta atividade. Com a expansão do serviço de telefonia móvel nos mares, os pescadores puderam desembarcar em locais nos quais os atacadistas pagavam os melhores preços e aguardavam sua chegada. Estima-se que as perdas das capturas foram reduzidas em até 8%, sendo este o mesmo índice visto pelos pescadores no aumento de seus lucros. Os consumidores também foram beneficiados. O estudo mostrou que os preços caíram 4%.

Propósitos diferentes

As diferentes TICs são mais apropriadas para alguns usos e não para outros. Por exemplo, os agricultores usam a internet para mapear e estudar os caminhos migratórios. Neste caso, os telefones celulares não seriam muito úteis para compartilhar a informação. Nas áreas rurais, a internet abre canais de comunicação entre os pescadores particulares e as organizações de desenvolvimento de pesca.

Velocidade e crescimento

Uma comunicação mais rápida pode fazer uma grande diferença em muitos aspectos. Pescadores que encontraram o filão podem compartilhar a informação com outros barcos na área.

Em situações de emergência, a capacidade de comunicar um perigo rapidamente pode trazer melhorias significativas.

O conceito de centros de serviços na água está em fase de desenvolvimento. Eles seriam uma espécie de balcão único de informação.

Enquanto que muitos usos de TIC já estão em vigor, muitas visões do futuro estão em estágio de desenvolvimento.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível