Influências culturais no desenvolvimento cognitivo

Escrito por kenneth w. michael wills | Traduzido por diego feijo cabral silva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Influências culturais no desenvolvimento cognitivo
Segundo alguns cientistas, a cultura é responsável pelo desenvolvimento cognitivo de uma criança (Cameron Spencer/Digital Vision/Getty Images)

Lev Vygotsky e Jean Piaget são citados principalmente por suas teorias sobre o desenvolvimento cognitivo. Piaget enfatizava que a cognição da criança passava por quatro etapas de desenvolvimento durante a infância antes de chegar ao seu fim, por volta dos 15 anos de idade. Vygotsky, por outro lado, propôs uma teoria sociocultural do desenvolvimento cognitivo, segundo a qual as habilidades cognitivas da criança se desenvolvem a partir das interações com a cultura ao seu redor, como os pais, professores e amigos. Enquanto Piaget enfatizava o desenvolvimento cognitivo como um processo universal e individual, Vygotsky insistia que ele varia entre as culturas, e é essencialmente o resultado da interação com a cultura. Segundo a Universidade Internacional da Flórida, a pesquisa contemporânea parece apoiar a teoria de Vygotsky.

Outras pessoas estão lendo

Como entender melhor o papel da cultura

Para entender o papel da cultura no desenvolvimento cognitivo, Vygotsky sugere que precisamos estudar o desenvolvimento cognitivo em quatro perspectivas inter-relacionadas: microgenética, ontogenética, filogenética e sócio-histórica. A perspectiva microgenética refere-se ao desenvolvimento em curtos períodos de tempo, minutos e segundos: a ontogenética, a mudanças durante toda a vida; a filogenética, a mudanças em períodos evolucionários; e a perspectiva sócio-histórica, a mudanças que ocorreram em uma cultura com o passar do tempo, como mudanças nos valores, normas, tradições e tecnologias ao longo da história cultural.

Primórdios biológicos

Vygotsky propôs que as crianças nascem equipadas com algumas importantes funções mentais, como memória, sensação, percepção e atenção, as quais tiram proveito da cultura a que estão submetidas, sendo transformadas pela cultura em novos processos mentais ou capacidades cognitivas maiores.

A influência social

A competência cognitiva inicial surge das interações com adultos e outros associados competentes na cultura infantil. Vygotsky cita como evidência a miríade de tarefas que devem ser aprendidas pela criança e que são muito complicadas de ser aprendidas em isolamento, como um idioma, por exemplo. Ele propõe que a maioria das tarefas são aprendidas através da orientação e do incentivo da cultura ao redor da criança. O desenvolvimento cognitivo infantil é, portanto, influenciado e moldado à medida que a criança participa de atividades culturais e observa os adultos participando dessas mesmas atividades.

Ajudando crianças em desenvolvimento cognitivo

Segundo a teoria de Vygotsky, nós podemos ajudar as crianças em desenvolvimento cognitivo através das interações corretas, incluindo um ambiente de aprendizado estruturado fornecido às crianças e instruções adaptadas para as capacidades atuais delas. Os exercícios de aprendizagem cooperativa e interativa são importantes durante esse processo, bem como monitorar de perto o progresso delas. Ao contrário da teoria de Piaget, que enfatiza os colegas como os principais agentes de mudança no desenvolvimento cognitivo de uma criança, para Vygotsky, os adultos são a fonte mais importante.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível