Como lidar com o comportamento agressivo em crianças

Escrito por rebecca rogge | Traduzido por mário candi tsuge
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como lidar com o comportamento agressivo em crianças
As crianças podem mostrar agressão física pegando coisas de você (BananaStock/BananaStock/Getty Images)

A agressão pode ser um sintoma de muitas questões: raiva, frustração, necessidade de atenção, estresse, medo ou até mesmo o cansaço. Basicamente, a agressão física em crianças, especialmente das jovens, é sinal de uma incapacidade de expressar emoções e necessidades de forma saudável e construtiva. Essa agressão torna-se um meio de representar as emoções interiores. Mesmo que elas sejam menos prováveis de se comportarem dessa forma com os pais, preferindo a agressão verbal com adultos e a física com seus iguais, as crianças agressivas podem acabar se comportando com batidas, mordidas ou chutes nos adultos.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Identifique as causas da agressividade do seu filho. Observe comportamentos e determine o que o faz agir assim. Uma causa comum para o acesso de raiva, como morder e chutar, é o cansaço extremo, então garantir que seu filho tenha a quantidade adequada de sono pode rapidamente e facilmente cortar esse problema pela raiz. Ou seu filho pode reagir agressivamente quando você interfere em alguma coisa que ele quer, como tirar um brinquedo ou se recusar a comprar um doce. Algumas crianças reagem mal quando são apressadas ou estão estressadas.

  2. 2

    Oferte meios de expressão positiva. Quando determinar o que o está incomodando, explique-o — de forma clara e concisa — como ele deverá se expressar. Explique que frases simples como "Por favor, você pode me dar isso?" ou "Estou cansado, papai", são muito mais eficazes e adequadas para dar o que ele quer. Quando ele expressar seus sentimentos adequadamente, ofereça reforço positivo: "Obrigado por me dizer o que queria sem me bater ou morder".

  3. 3

    Mantenha a calma. Reagir com raiva ao comportamento do seu filho só criará problemas maiores. As crianças fisicamente agressivas muitas vezes experimentam tensão e ansiedade, sentindo constantemente a necessidade de autodefesa, onde sua resposta com raiva desencadeará. Não faça um discurso sobre o que ele fez de errado, elas não ouvirão, ao invés de se sentirem convencidas.

  4. 4

    Imponha consequências negativas para a agressão física. Diga imediatamente à criança "Sem morder", (ou bater, chutar, ou outro comportamento agressivo). Coloque-a para baixo, ou diga que não brincará com ela por cinco minutos depois de tê-lo batido. Também é conveniente tirar a criança da situação que provocou a explosão de raiva.

Dicas & Advertências

  • Os especialistas dizem que a agressão física de crianças muito jovens — entre 18 e 24 meses de idade — geralmente decorre da incapacidade delas de expressarem adequadamente as necessidades e desejos. Para crianças mais velhas, entre 3 e 7 anos, a agressão física pode ser devido a uma falta de treinamento em métodos adequados de expressão, ou experimentação com causa e efeito — ou seja, a criança está tentando determinar se a agressão física será tolerada e se ela conseguirá o que quer.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível