Comportamento

Lista de alternativas às experiências em animais

Escrito por jennifer fenn | Traduzido por josé moreira
Lista de alternativas às experiências em animais

Os voluntários humanos ajudam a reduzir a experimentação animal

blood testing image by John Keith from Fotolia.com

Cosméticos, produtos de limpeza, medicamentos e vacinas, tudo pode ser testado em animais como coelhos e ratos. Essa prática clama pela moralidade de se causar dor e, às vezes, até a morte dos animais, por isso, algumas organizações, laboratórios e empresas estão explorando alternativas às experiências em animais, como, por exemplo, os testes in vitro, os voluntários humanos e a modelagem computacional.

Outras pessoas estão lendo

Voluntários humanos

Testes de sensibilidade de pele para cosméticos, produtos de higiene e limpeza estão sendo realizados cada vez mais em voluntários humanos. Os estudos clínicos em humanos e estudos epidemiológicos (observando a frequência e distribuição de doenças em vários dados demográficos de pessoas) também podem revelar aos cientistas e pesquisadores muitas informações dos processos de saúde e doença, desenvolvendo-se medicamentos e procedimentos cirúrgicos mais eficazes. A microdosagem ou a administração de uma dose única de um medicamento muito abaixo do que é necessário para evitar qualquer impacto farmacológico é uma prática que contribui para a segurança dos voluntários humanos.

Modelagem computacional

A modelagem por computador pode ser usada em ambientes educacionais, substituindo experiências como dissecar sapos. As escolas de medicina também começaram a usar programas de computador em vez de testes em animais.

In vitro

Os testes in vitro envolvem a utilização de culturas de células e de tecidos para testar a eficácia de drogas e vacinas. O tecido humano também pode ser utilizado para pesquisar o desenvolvimento de doenças, tais como diabetes, câncer, fibrose cística, distrofia muscular e glaucoma. Em vez de provocar uma doença artificialmente em animais, essa técnica permite aos pesquisadores estudar doenças à medida que realmente ocorrem em humanos.

EPISKIN, EpiDerm, SkinEthic e Corrositex

EPISKIN, EpiDerm, SkinEthic e Corrositex são marcas de pele humana sintética que podem ser utilizadas em laboratórios, como uma alternativa aos ensaios em animais. Os produtos corrosivos ou irritantes para a pele humana são frequentemente testados em coelhos por semanas. Isso pode aliviar essa crueldade, fornecendo uma alternativa aprazível.

Doação de sangue

O sangue humano doado pode ser usado para estudar pirogenicidade ou a possibilidade de certas drogas causarem febre em humanos. Mais uma vez, trata-se de uma alternativa aos testes em coelhos.

Manequins médicos

O manequim médico é um boneco realista que pode ser usado por estudantes de medicina, militares e em simulações de acidentes. São relativamente caros, mas proporcionam uma simulação realista de respostas do corpo humano.

Mais galerias de fotos

Comentários

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2014 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media