Como melhorar seu fraseado na guitarra

Escrito por robert russell | Traduzido por carolina pires
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como melhorar seu fraseado na guitarra
A criação de frases permite que você se expresse na guitarra (Polka Dot RF/Polka Dot/Getty Images)

Tocar solos interessantes na guitarra envolve mais do que tocar um aguaceiro de notas rapidamente. Bons guitarristas, de B.B King à Pat Metheny, são identificáveis pelo seu fraseado. Praticar exercícios de técnica é um elemento essencial no processo de dominar o instrumento, mas a guitarra, como qualquer outro instrumento, requer mais do que proeza técnica. A habilidade de criar boas frases permite que o guitarrista contribua para a música como um todo, e que ele ou ela consiga expressar sua identidade no processo. A criação de boas frases envolve a habilidade de tecer uma textura de notas com silêncios ou espaços entre elas.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Metrônomo

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Estude solos de guitarra e saxofone. Os guitarristas desenvolvem suas frases roubando "licks" (pequenas frases) e ideias de outros instrumentistas. Estudar solos ajuda um guitarrista a desenvolver um vocabulários de "licks" e aprofundar seu entendimento sobre fraseado. Os saxofonistas são forçados a incorporar pausas a seus solos porque precisam respirar enquanto tocam, e isso leva a um fraseado natural em seu modo de tocar, parecido com a fala.

  2. 2

    Pratique tocar um mesmo "lick" de guitarra usando uma variedade de técnicas diferentes. Inflexão é uma parte natural do discurso. A inflexão permite que a fala transmita e enfatize diferentes ideias e pensamentos em vez de falar de uma maneira monótona e robótica. O fraseado na guitarra funciona de uma maneira parecida. Experimente usar diferentes dinâmicas e volumes. Incorpore "bends", vibrato e técnicas de legato. O legato consiste em simplesmente tocar uma nota e depois executar um "hammer-on" ou "pull-off" em direção a próxima nota em vez de atacar a corda novamente com a mão direita.

  3. 3

    Toque diferentes padrões rítmicos com um metrônomo. Comece com escalas maiores, menores e pentatônicas. Configure o metrônomo para um andamento lento, como 40 batidas por minuto ("bpm"). Toque a escala usando semibreves, mínimas, semínimas, colcheias, quiálteras e semicolcheias. Aumente ligeiramente o andamento do metrônomo e repita este exercício.

  4. 4

    Incorpore texturas diferentes em seu solo. Vários guitarristas preferem focar em solos de poucas notas, tocando uma nota de cada vez. No entanto, utilizar outros elementos de textura permite que o guitarrista melhore seu fraseado e construa um solo mais dinâmico. Pratique utilizar "double stops", duas notas tocadas ao mesmo tempo. Os "double stops" são um elemento essencial no estilo de tocar de Chuck Berry, e são usados frequentemente na guitarra jazz e country. Toque em oitavas, um elemento essencial ao estilo de Wes Montgomery. Por exemplo, toque um ré na quinta casa da quinta corda, e um ré na sétima casa da terceira corda ao mesmo tempo. Toque notas espaçadas em um compasso e depois toque um acorde ou linha de baixo no próximo. Toque notas espaçadas no terceiro compasso, e um acorde ou linha de baixo no próximo. Continue seguindo esse raciocínio.

  5. 5

    Toque o que a música pedir. Evite se exibir quando chegar a hora do solo. Pense no solo como uma contribuição para a música como um todo. Todas as músicas evocam um certo tipo de clima ou humor. Permita que o clima da música determine o tipo de fraseado que será utilizado.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível