Possíveis efeitos colaterais do Monascus purpureus

Escrito por faith davies | Traduzido por antônio melo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Possíveis efeitos colaterais do Monascus purpureus
O Monascus purpureus, conhecido também como a levedura do arroz vermelho, é um suplemento de ervas proveniente da fermentação do arroz na China (PhotoObjects.net/PhotoObjects.net/Getty Images)

O Monascus purpureus, conhecido também como a levedura do arroz vermelho, é um suplemento de ervas proveniente da fermentação do arroz na China. Apesar da sua eficácia no tratamento dos níveis elevados de colesterol e das doenças do estômago ou do baço, ele apresenta um certo risco de efeitos secundários em alguns pacientes.

Outras pessoas estão lendo

Tipos de efeitos colaterais

Os possíveis efeitos colaterais do Monascus purpureus incluem dores de estômago, gases, inchaço e tonturas.

Período

De acordo com o site Natural Medicines Comprehensive Database, recomenda-se que monascus purpureus só seja seguro para uso a curto prazo de três meses ou menos, pois seus efeitos por longos períodos de tempo são desconhecidos e não foram bem estudados.

Características: interações medicamentosas

O Monascus purpureus imita as ações dos medicamentos de prescrição chamados estatinas, que são conhecidos por causar danos ao fígado em alguns pacientes, especialmente naqueles que também utilizam paracetamol, medicamentos anticonvulsivos como o tegretol, antibióticos como a eritromicina e medicação antifúngica como o itraconazol.

Riscos

Assim como os medicamentos de estatina, há um risco que danos nos músculo e nos rins enquanto estiver sendo administrado o Monascus purpureus. A condição que contribui para isso é conhecida como rabdomiólise, uma destruição das fibras musculares que leva à disfunção renal ou falência renal súbita.

Considerações

As pessoas com histórico clínico de doença do fígado não devem tomar o Monascus purpureus devido aos seus potenciais efeitos colaterais. O site Natural Medicines Comprehensive Database também informa que o medicamento não é seguro para mulheres grávidas ou lactantes.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível