Por quanto tempo é preciso se exercitar em uma bicicleta ergométrica?

Escrito por lori newell | Traduzido por kelly isayama
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Por quanto tempo é preciso se exercitar em uma bicicleta ergométrica?
O tempo gasto na bicicleta ergométrica depende do motivo pelo qual a pessoa está se exercitando (http://www.exercise-bikes-direct.com/p/schwinn-230-recumbent-bike-exercise-bike)

Há diferentes motivos para usar uma bicicleta ergométrica. Um deles é que ela pode oferecer bons exercícios cardiovasculares. Outras vezes, ela pode ser usada durante uma reabilitação de uma lesão ou cirurgia, no joelho ou no quadril, por exemplo. Os motivos pelos quais uma bicicleta ergométrica é usada e os objetivos pessoais do usuário determinarão quanto tempo de exercício seria apropriado para cada pessoa. Seja lá qual for o caso, é preciso usar o equipamento correto e planejar adequadamente um programa de exercícios.

Outras pessoas estão lendo

Tipos

Há vários tipos de bicicletas ergométricas. Há as verticais, que são bem básicas. Nelas, é possível ajustar a altura do banco e a resistência, já que são leves, fáceis de usar e geralmente não ocupam muito espaço. Há também as bicicletas reclináveis, onde o assento é mais baixo e mais ou menos na mesma altura que os pedais. Nelas, as pernas ficam esticadas à frente do corpo, ao invés de para baixo. Essas bicicletas são uma boa opção para aqueles com problemas nas costas ou que tenham dificuldade em subir ou se equilibrarem em um aparelho vertical. Há também variações de bicicletas verticais que fornecem exercícios mais intensos, sendo que algumas possuem cintos na roda dianteira que criam bastante pressão. A versão mais recente das bicicletas ergométricas é aquela usada para aulas de spinning. Esse aparelho pode ser ajustado para nenhum nível de tensão até resistências bastante intensas. Por existirem vários tipos a serem usados, o recomendado é experimentar cada um deles para ver qual é o melhor para a situação em que a pessoa se encontra.

Aviso

A principal preocupação com bicicletas ergométricas é proteger os joelhos de lesões. Se o aparelho for vertical, é preciso ajustar o assento para a altura correta. Quando estiver pedalando, verifique o joelho quando o pé estiver na posição mais baixa. Ele deve estar reto ou levemente flexionado, porém não totalmente dobrado. Colocar o banco muito para cima levará o joelho a se esticar demais, o que pode causar uma lesão. Por outro lado, abaixá-lo demais fará com que o joelho se flexione muito, o que sobrecarregará a articulação. Se uma bicicleta reclinável for usada, coloque o assento de modo que as costas estejam apoiadas e, quando for pedalar, que os joelhos não se estiquem completamente.

Período de tempo

Se uma bicicleta for usada para exercícios aeróbicos ou cardiovasculares, é bom exercitar-se entre 30 a 40 minutos com pedaladas estáveis, de três a cinco vezes por semana. Embora seja possível fazer tudo isso em uma bicicleta ergométrica, o ideal seria variar a rotina. Por exemplo, usar o aparelho três vezes por semana e depois acrescentar outras opções, como caminhadas ou natação nos outros dias. Se a pessoa não se exercita há muito tempo, talvez seja necessário dividir o tempo e separar as atividades em duas ou três partes durante o dia. Após a adaptação, acrescenta-se um pouco mais de tempo a cada rotina até que se atinja uma sessão estável de 30 ou 40 minutos de duração. Se uma bicicleta ergométrica estiver sendo usada para a recuperação de uma lesão, o fisioterapeuta fornecerá um planejamento de exercícios que satisfará as necessidades do paciente de acordo com a situação. Isso pode significar usar esse equipamento por períodos curtos de tempo durante várias vezes ao dia, para manter a articulação em movimento e para prevenir endurecimento.

Equívocos

Algumas vezes as pessoas confundem o exercício em uma bicicleta ergométrica com treinamento para força. Embora haja resistência nesse aparelho e as pernas possam ser fortalecidas de alguma forma, esse tipo de bicicleta é voltado para exercícios cardiovasculares, ou para melhorar o movimento de alcance e dar maior flexibilidade a uma articulação lesionada. Ao contrário disso, treinamentos para se desenvolver a força envolvem o movimento do corpo ou, nesse caso, as pernas, em movimentos de alcance completo contra algum tipo de resistência. Isso significa que a perna é movimentada em várias direções, ao invés do que acontece no exercício repetitivo de ciclismo. Certifique-se de não se limitar à bicicleta apenas, incluindo também treinamentos de força em sua rotina. Além disso, é importante saber que andar de bicicleta não é uma atividade onde se carrega peso. Isso acontece pelo fato de todo o peso corporal estar sendo apoiado no banco e não nas pernas. Se uma osteoporose estiver sendo tratada, é importante manter sempre em mente que, embora o ciclismo seja um bom exercício, é preciso suplementar essa atividade com um exercício para carregamento de peso real, como é o caso de uma caminhada.

Características

Andar de bicicleta pode ser uma atividade bastante eficaz. Se o plano for usar bastante esse aparelho, seria bom investir em uma bicicleta que possua vários programas ou uma que forneça experiências de realidade virtual. Outra opção é comprar programas para serem acompanhados na TV ou aqueles onde se conecta um leitor de CD à bicicleta ou à TV e controla-se a tensão do exercício através de um programa em um CD. Lembre-se de que, apesar de a bicicleta ergométrica oferecer uma boa rotina de treinamento, é preciso variar as atividades de tempos em tempos para melhores resultados.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível