Você pode se recuperar de osteoporose?

Escrito por cheryl jones | Traduzido por eduardo chagas
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Você pode se recuperar de osteoporose?
Osteoporose pode ser revertida com tratamento (Image by Flickr.com, courtesy of Sue Clark)

Os ossos saudáveis se regeneram constantemente. Com o tempo, porém, o osso é reabsorvido pelo corpo mais rapidamente do que pode ser reposto. O resultado é a osteoporose, a deterioração da estrutura óssea que eventualmente causa ossos frágeis, mais suscetíveis a fraturas sob pressão, como em uma queda. Mas você pode se recuperar da osteoporose.

Outras pessoas estão lendo

Crescimento ósseo e remodelação

O osso é um tecido vivo que se regenera em um processo chamado de remodelação óssea, de acordo com Fundação Nacional de Osteoporose (National Osteoporosis Foundation, NOF). O osso antigo é reabsorvido pelas células especializadas, chamadas osteoclastos, enquanto outras células chamadas osteoblastos formam um novo osso. O balanceamento entre a reabsorção e a regeneração do osso mantém a massa óssea e a densidade.

O que é osteoporose

A perda da densidade do osso ocorre quando o balanceamento entre a reabsorção e a formação do osso muda. A idade avançada, o uso a longo prazo de medicamentos como glicocorticoides e, para mulheres, a menopausa e a queda dos níveis de estrogênio que a acompanham aumentam a velocidade da reabsorção do osso. A formação de osso não consegue manter o passo da reabsorção, então a estrutura interna se erode. Os ossos tornam-se quebradiços e propensos a fraturas, resultando em osteoporose. A doença progride lentamente, sem sinais ou sintomas até a primeira fratura. É uma condição progressiva, mas a perda de osso pode ser parada e revertida com tratamento, de acordo com a NOF.

Parar a perda de osso

Os bisfosfonatos, o mais comum tratamento para osteoporose, diminuem o processo de reabsorção do osso. Eles incluem alendronato, risedronato, ibandronato e ácido zoledrônico, de acordo com a Mayo Clinic. Ao deixar a reabsorção mais lenta e restaurar o balanceamento entre as taxas de reabsorção e regeneração, os bisfosfonatos ajudam a preservar a massa óssea, aumentar a densidade e reduzir o risco de fraturas no quadril e na coluna. Eles são absorvidos pelo osso, então os efeitos de proteção continuam mesmo depois que você para de tomá-los. Para mulheres na menopausa, a terapia de reposição de estrogênio também ajuda a preservar a densidade do osso. Mas esse hormônio pode aumentar o risco de alguns tipos de câncer e não é recomendado apenas para o tratamento de osteoporose. A calcitonina, um hormônio produzido pela glândula tireoide, também diminui a taxa de reabsorção do osso, mas não é tão eficaz quanto os bisfosfonatos.

Estimular novo crescimento ósseo

Em casos mais graves de osteoporose, parar a perda óssea é insuficiente e os ossos continuam enfraquecidos. A teriparatida, um tipo de hormônio da paratireoide, é um tratamento agressivo para mulheres que têm grande risco de fraturas, como aquelas que têm densidade óssea muito baixa ou já tiveram varias fraturas. A teriparatida estimula o novo crescimento ósseo e pode até reverter a osteoporose, de acordo com a Mayo Clinic.

Cálcio e Vitamina D

Os suplementos de cálcio e vitamina D complementam o tratamento de osteoporose. O cálcio reduz o risco de fraturas, e a vitamina D é essencial para a absorção dele. A vitamina D também melhora a performance e o balanceamento dos músculos, reduzindo o risco de quedas. A NOF recomenda entre 1.200 e 1.500 mg de cálcio diários e de 800 a 1.000 UI de vitamina D diários para mulheres com mais de 50 anos. Doses de cálcio acima de 1.500 mg diárias não têm benefício adicional e pode aumentar o risco de pedras nos rins e doenças cardiovasculares.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível