As teorias de Jean Piaget

Escrito por harvey sells | Traduzido por fernanda de assis
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
As teorias de Jean Piaget
Piaget acreditava que seres humanos nascem com conhecimento intrínseco (Jupiterimages/Goodshoot/Getty Images)

Seymour Papert, um professor do MIT(Instituto de Tecnologia de Massachussets) e um antigo colega de Jean Piaget, observa que Piaget reconheceu as diferenças nos processos de pensamento entre crianças e adultos. Piaget produziu investigações que levaram à criação da teoria cognitiva. O cerne das investigações de Piaget se baseia na convicção de que a mente humana possui conhecimento intrínseco. Piaget acreditava que os humanos nascem com conhecimento.

Outras pessoas estão lendo

Teoria do desenvolvimento cognitivo

Uma área bem conhecida da investigação de Piaget aborda os processos e estágios do desenvolvimento cognitivo em crianças. Esta pesquisa baseou-se nas teorias de Piaget de como um organismo se adapta ao seu ambiente, que ele chamou de inteligência. Piaget via o comportamento como adaptação na organização mental controlada pelo organismo e designado como “esquemas” (ou "regimes"). Ele acredita que o organismo deve atingir o equilíbrio entre o ambiente e os esquemas. Piaget designou este equilíbrio como “equilibração”.

Assimilação e acomodação

Os professores Huit e Hummel, Universidade Estadual de Valdosta, na Georgia/EUA, observam que Piaget teorizou sobre como organismos nascem com esquemas chamados reflexos. Em humanos, os reflexos são substituídos por esquemas organizados para a adaptação. O indivíduo tenta adaptar-se ao ambiente através de dois processos: assimilação e acomodação. A assimilação envolve a transformação do ambiente, de forma a se ajustar às estruturas cognitivas do indivíduo. A acomodação envolve a transformação das estruturas cognitivas para adaptar-se ao ambiente. Os esquemas evoluem à medida que o indivíduo se desenvolve. Estes esquemas sofisticados são chamados estruturas.

Estágios sensório-motor e pré-operacional

Piaget propõe que o desenvolvimento cognitivo pode ser dividido em quatro estágios (sensório-motor, pré-operacional, operatório concreto e operatório formal) que, por sua vez, podem ser divididos em partes menores. Na infância, o indivíduo se encontra no estágio sensório-motor. Este estágio pode ser dividido em 'conhecimento', 'memória', 'mobilidade' e 'desenvolvimento de linguagem'. Quando os indivíduos avançam desta fase de bebê para a primeira infância, entram no estágio pré-operacional (fase pré-escolar). O indivíduo demonstrará inteligência através do uso de linguagem e símbolos. A imaginação e a memória se desenvolvem. O pensamento é egocêntrico, ilógico e irreversível.

Estágios operatório concreto e operatório formal

O estágio operatório concreto abrange o período compreendido entre os anos do início da escolarização formal até a adolescência. Os sub-estágios desta etapa envolvem percepção do mundo físico e incluem apreender conceitos como volume, área, peso, massa, líquido, comprimento e números. As crianças demonstram inteligência através da manipulação de símbolos ao se referirem a objetos concretos. Ações mentais reversíveis se desenvolvem. O pensamento se torna menos egocêntrico. O estágio operatório formal ocorre quando o indivíduo passa da adolescência para a idade adulta. O indivíduo usa símbolos relacionados a conceitos concretos. Os adolescentes retornam ao pensamento egocêntrico, e podem ou não demonstrar pensamento formal ao atingirem a idade adulta.

Fatores sociais no desenvolvimento

O professor DeVries, da Universidade de Iowa (University of Northern Iowa), aponta o foco intelectual, sócio-moral, afetivo e desenvolvimento da personalidade das teorias sociais de Piaget. Dr. DeVries vê paralelos entre o desenvolvimento sócio-moral e desenvolvimento intelectual. Em primeiro lugar, as teorias de Piaget indicam que houve um paralelo entre o desenvolvimento de conhecimentos relacionados ao mundo dos objetos e conhecimento psicossocial. Em segundo lugar, os laços sociais afetam o desenvolvimento intelectual e moral. Finalmente, a equilibração como um processo de auto-regulação pode ser identificado para o desenvolvimento sócio-moral e intelectual.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível