Tipos de ileostomia em alça

Escrito por andy pasquesi | Traduzido por angela spada
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tipos de ileostomia em alça
Consulte seu médico (Jupiterimages/Comstock/Getty Images)

Em termos gerais, "ileostomia" refere-se a um procedimento cirúrgico em que uma porção do intestino delgado é puxada através de uma incisão na pele do tronco, sendo cortada parcialmente e suturada à borda da incisão, para que o resíduo fecal possa sair do corpo sem passar pelo intestino grosso (também conhecido como vísceras). As "ileostomias em alça" são uma classe especial de ileostomia que sãp mais fáceis de reverter. Por esta razão, são usadas com frequência como um procedimento intermediário, preparando o cenário para as futuras operações.

Outras pessoas estão lendo

Ileostomia em alça-padrão

Na ileostomia em alça-padrão, o cirurgião corta alguns centímetros de tecido conectivo entre as dobras do intestino delgado e puxa o tubo liberado através de uma incisão na pele do abdome inferior, criando uma protrusão dobrada, do tipo "alça". Em seguida, um pequeno bastão plástico de suporte é inserido sob a alça para impedir que o intestino protruso deslize de volta para o corpo. Depois que a alça estiver presa, o cirurgião faz um corte na parede intestinal, fazendo-o abrir em dois orifícios separados ou "estomas". Um estoma conduz à parte superior do trato gastrointestinal, tendo fixado a ele um cateter para coletar o resíduo fecal. O segundo estoma conduz ao intestino grosso e é usado principalmente para expelir o excesso de muco intestinal. Nota: ainda que sua parede seja cortada, o intestino não é completamente separado. Em vez disso, parte da parede é deixada intacta, para permitir um fechamento mais fácil da ileostomia em futuras operações.

Ileostomia de barreira dupla

Embora a ileostomia em alça-padrão produza dois estomas em um só local de incisão, a ileostomia de "barreira dupla" produz dois estomas em duas localizações distintas. Esse procedimento começa de modo muito semelhante à ileostomia em alça, isto é, cortando-se o tecido conectivo intestinal e puxando-o alguns centímetros para fora da incisão na parede abdominal. Todavia, se uma seção do trato gastrointestinal além do estoma (pouco acima da parte inferior do intestino grosso) estiver doente, o cirurgião fará um segundo local de incisão e puxará uma segunda seção intestinal (abaixo da seção doente) através dele. Depois que ambas as protrusões estiverem presas, o cirurgião irá cortar cada uma completamente na metade, dar pontos na extremidade de cada seção doente fechada, remover toda a parte doente e depois suturar as aberturas remanescentes em seus respectivos locais de incisão. O estoma inferior ainda expelirá muco, enquanto o estoma superior expelirá resíduos fecais. A principal diferença é haver dois locais separados.

Bolsa de Hartmann

Essencialmente um híbrido dos procedimentos padrão e de barreira dupla, a bolsa de Hartmann pode usar um ou dois locais de incisão. Na versão em incisão única, o intestino é puxado através dela e cortado completamente. A secção intestinal que leva ao intestino grosso simplesmente recebe pontos ou é grampeada, sendo devolvida ao interior do corpo. Entretanto, o outro estoma é suturado na incisão para permitir a bolsa-cateter.

A versão em duas incisões é essencialmente um procedimento de dupla barreira, exceto que o estoma inferior é selado e colocado de volta no corpo, em vez de suturado na superfície.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível