As vantagens da inspeção por partículas magnéticas

Escrito por horacio garcia | Traduzido por felipe minéu
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
As vantagens da inspeção por partículas magnéticas
Muito das inspeções por partículas magnéticas é feito na industria aeroespacial (Jupiterimages/Comstock/Getty Images)

A inspeção por partículas magnéticas (IPM) é um método utilizado pelos departamentos de controle de qualidade para garantir que não haja fissuras, buracos, defeitos de solda ou costuras em diferentes partes. Uma IPM só pode ser executado em material ferroso ou partes ferro-magnéticas - partes ou superfícies de aço ou ferro - e tem vantagens sobre outros procedimentos de inspeção. Força magnética, ou fluxo, é enviado para um pedaço de aço ou de ferro e espanado com partículas magnéticas. Uma rachadura, fissura ou buraco sob a superfície ou emenda cria um pólo norte e sul magnético que atrai essas partículas.

Outras pessoas estão lendo

Defeitos não vistos

Uma das maiores vantagens de uma inspeção por partículas magnéticas é que se pode encontrar defeitos que não podem ser vistos durante a inspeção visual. Outro ponto positivo é que ela complementa uma inspeção radiográfica ou raio-X, porque nem todas as rachaduras ou defeitos são denunciados em um raio-X. A IPM pode determinar se há buracos abaixo da superfície de uma solda ou peça formada de aço. A magnetização do defeito permite que as partículas o reconheçam quando ele não puder ser visto por outros métodos de inspeção.

Cores

Partículas magnéticas vêm em várias cores diferentes, de modo que a cor do material não tem importância. A peça de aço que é preta pode ter partículas magnéticas de uma cor mais clara utilizadas de modo que os defeitos podem ser localizados e marcados. Mesmo aço ou ferro pintado pode ter uma IPM realizada sobre o material usando uma cor que pode ser facilmente vista pelo inspetor. A coloração das partículas magnéticas não afeta o desempenho da inspeção. Pelo contrário, a beneficia.

Superfícies úmidas

A condição do ambiente, clima ou material não afetam a inspeção por partículas magnéticas. A peça de aço que está úmida ou suja pode ter uma IPM úmida realizada para determinar o seu estado. Partículas magnéticas não só entram em matéria seca, mas também em forma líquida. Mesmo que a melhor condição é se o material for limpo quando se realiza uma IPM seca, a condição do material não é um problema para uma inspeção úmida. Superfícies com óleo ou outros tipos de líquido não a afetam. A IPM úmida parece água colorida e é vertida sobre a superfície como força magnética ou fluxo quando é introduzida no material. O líquido colorido é atraído para o defeito do mesmo modo que as partículas magnéticas são atraídas na forma seca.

Custos

A inspeção por partículas magnéticas é um método de testes não-destrutivo que não custa muito fazer. O equipamento é barato, vem em diversos tamanhos e são transportáveis ​​para locais de inspeção. O material de partículas magnéticas secas e úmidas é também barato. De acordo com um relatório da K-Labs, um laboratório da NASA, uma IPM não é apenas econômica, mas também expediente, porque todas as formas de material podem ter uma IPM, bem como superfícies horizontais e verticais.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível