Como fazer etanol de milho?

•••

O governo federal dos Estados Unidos subsidiou o mercado de etanol com mais de oito bilhões de dólares apenas em 2006. Apesar do milho não ser a fonte mais eficiente de etanol celulósico, uma combinação de preocupação ambiental, suprimentos abundantes e eleições políticas tornaram o milho a principal matéria prima na fabricação de etanol nos EUA. Um alqueire de milho rende 3,8 litros de combustível, o que significa em torno 1520 litros por acre. Embora uma queda no preço do petróleo e uma melhor compreensão das ineficiências no processo de fabricação do etanol tenham resultado em uma ênfase reduzida no etanol de milho, entender a natureza do combustível alternativo é um passo essencial no caminho para um país menos poluidor e dependente de energia.

Passo 1

Converta celulose. O etanol é produzido da fermentação de açúcares simples e amidos. Antes do processo começar, o milho deve ser quebrado através de um método chamado de conversão, que envolve trituração ou moagem. Isso pode ser feito com um martelo. Coloque o milho amassado na caldeira, cubra com água, acrescente as enzimas alfa amilase e a glucoamilase. Ferva e deixe descansando por pelo menos duas horas.

Passo 2

Fermente o álcool etílico. O processo de produção de álcool a partir do amido é chamado de fermentação. Isso requer a adição de leveduras, o microrganismo responsável pela fermentação, além de água. Com a temperatura da papa em torno de 21°C, acrescente a levedura. Se possível, sele a caldeira com uma tampa apertada que tenha um buraco por onde uma mangueira possa passar, ligando-a a um tanque de água. Isso permite que as bolhas de carbono escapem, ao mesmo tempo em que evita a entrada de ar. Deixe o material fermentando por cinco a sete dias.

Passo 3

Destile o etanol. Uma vez que o álcool tenha sido produzido através da fermentação, ele deve ser separado da água através da destilação. Transfira o líquido na caldeira para um alambique simples para que ele possa ser aquecido até a forma de vapor. Assim como em qualquer alambique, o vapor do álcool move-se para cima ao longo de um cano de cobre e se condensa na parte superior da coluna de fracionamento. O vapor de água, que é formado a uma maior temperatura e se condensa antes, retorna para a câmara original.

Passo 4

Filtre o destilado e desidrate ainda mais. Apesar do processo de destilação, o material condensado ainda contém contaminantes não etanólicos e um pouco de água. Nas etapas finais da produção de etanol, essas impurezas são filtradas ao passar por um filtro de carbono ativado. Se necessário, o material obtido pode ser destilado novamente até que atinja a pureza de 90%.

Passo 5

Acrescente gasolina. Para ser usado como combustível de automóvel, o etanol de milho é misturado com gasolina, já que, por si só, ele não entra em combustão com energia suficiente para fazer funcionar o motor da maioria dos carros existentes. Adicionado à gasolina em proporções variadas, ele faz o combustível ser queimado de maneira mais limpa. Motores tradicionais de carros não podem usar uma mistura com mais que 15% de etanol, ao passo que os veículos flex podem lidar com até 85% de etanol.

Mais recentes

×