Diferença entre convulsões e derrames cerebrais em cães

Escrito por krista sheehan | Traduzido por mariana munhoz
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Diferença entre convulsões e derrames cerebrais em cães
Se o cãozinho apresentar qualquer um dos sintomas descritos, procure um veterinário imediatamente (Chris Amaral/Digital Vision/Getty Images)

Apesar dos sintomas das convulsões e de derrames cerebrais (AVC) em cães serem parecidos à primeira vista, existem diferenças significantes entre as duas condições. Ambas requerem uma visita ao veterinário, mas o diagnóstico e o tratamento variarão.

Outras pessoas estão lendo

Tipos

Os cães podem sofrer de dois tipos de derrame: um acidente vascular cerebral isquêmico e um acidente vascular cerebral hemorrágico. Da mesma maneira, dois tipos de convulsões podem afetar os cães: convulsões primárias e convulsões secundárias.

Causas

Um AVC isquêmico acontece quando o fluxo de sangue para o cérebro é interrompido por uma artéria bloqueada. O AVC hemorrágico ocorre quando o fluxo de sangue é interrompido por causa de um sangramento no cérebro. Não existem condições conhecidas para o causamento das convulsões primárias. As convulsões secundárias, no entanto, estão normalmente ligadas à epilepsia, a doenças inflamatórias e a doenças ou tumores no cérebro.

Sintomas

Os sintomas de derrame em um cão incluem perda do equilíbrio, letargia, cegueira, desorientação, comer somente de um lado da tigela de ração, mudanças no comportamento e perda de controle da bexiga ou do intestino. As convulsões em cães geralmente acontecem em três fases. Primeiro, o cão parece agitado ou ansioso; depois, a convulsão em si acontecerá. O cão perderá a consciência, muitas vezes caindo de lado. As patas provavelmente ficarão se movendo no ar, e o rosto do cachorro pode se contorcer. Menos de dois minutos após o ataque, o cão provavelmente parecerá agitado, confuso e, às vezes, apático.

Diagnóstico

Para diagnosticar um AVC, o veterinário fará um exame físico completo e pode pedir uma tomografia computadorizada ou uma ressonância magnética do cérebro do cão. No diagnóstico de convulsões, o veterinário pedirá exames de sangue e talvez peça um eletroencefalograma, uma ressonância magnética ou uma tomografia computadorizada

Tratamento

Infelizmente, não existe um tratamento específico para derrames em cães. A recuperação do cachorro dependerá da extensão do dano cerebral. Se a causa da convulsão puder ser identificada, um tratamento poderá ser indicado para ela. Infelizmente, alguns tipos de convulsão não podem ser eliminados completamente.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível