A doença do refluxo extraesofágico

Escrito por ryan mchargue | Traduzido por l. gutemberg
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
A doença do refluxo extraesofágico
A doença do refluxo extraesofágico é um outro nome para a doença do refluxo laringo-faríngeo (RLF) (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

A doença do refluxo extraesofágico é um outro nome para a doença do refluxo laringofaríngeo (RLF). Ao contrário da doença do refluxo gastroesofágico, ou RGE - que afeta a parte inferior do esôfago, o tubo que se estende desde a sua garganta até o estômago, banhando-se em conteúdos estomacais liquefeitos -, o refluxo laringofaríngeo envolve a parte inferior do esôfago e a laringe, ou a caixa de voz e a garganta.

Outras pessoas estão lendo

Causas

O refluxo laringofaríngeo geralmente decorre de uma válvula enfraquecida ou solta entre o esôfago e o estômago, que faz com que o conteúdo estomacal liquefeito volte para o esôfago. O conteúdo geralmente corre rapidamente através do esôfago e invade a laringe e a garganta. Pessoas que sofrem de RLF geralmente experimentam o refluxo durante a noite, danificando o esôfago, mas quem tem RGE tem refluxos diurnos, por causa da laringe e da garganta serem até 100 vezes mais sensíveis ao ácido do estômago do que o esôfago, o que faz com que o dano ocorra muito mais rápido.

Sintomas

Quem sofre de refluxo laringofaríngeo experimenta uma grande variedade de sintomas, incluindo rouquidão, excesso de muco na garganta, irritação crônica, tosse crônica e uma necessidade excessiva de limpar a garganta. Menos de 40% se queixam de azia. No RLF, o esôfago é normalmente banhado no ácido do estômago, de modo breve, fazendo com que ele fique um tempo muito curto na laringe e na garganta.

Diagnóstico

Para diagnosticar o RLF, um médico fará uma análise da condição e dos sintomas presentes, seguido de um exame físico de focagem no nariz e na garganta, muitas vezes através do uso de um microscópio para observar a garganta. Se os sintomas forem extremamente graves, ou se o tratamento não for eficaz, o médico poderá realizar um teste de pHmetria de 24 horas para fazer o diagnóstico. Geralmente, é necessário apenas um exame visual.

Tratamento

O tratamento de RLF inclui modificar a dieta a fim de evitar os alimentos que causam ou agravam o refluxo, mudanças de estilo de vida, como parar de fumar e consumir álcool, e seguir um programa regular de exercícios. Um médico poderá prescrever medicamentos, como antiácidos, para combater o excesso de ácido no estômago. Se o tratamento conservador falhar e os danos forem consideráveis, a cirurgia para apertar o músculo do esfíncter esofágico inferior, isto é, a válvula que liga o esôfago ao estômago, é uma opção.

Prognóstico

O prognóstico para o RLF geralmente é bom, o tratamento conservador é geralmente suficiente para manter os sintomas sob controle. A condição pode ser crônica e necessitar de algum tipo de medicação por toda a vida, mas se os sintomas desaparecem completamente, você poderá se afastar dos remédios gradualmente. Recaídas podem necessitar do retorno da medicação até que os sintomas desapareçam novamente.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível