A História da Roupa Mexicana

Escrito por tamara moffett | Traduzido por ronaldo moretti

O México é um país rico em cultura e história. A riqueza de sua cultura e a cordialidade de seu povo são refletidas nas roupas mexicanas tradicionais usadas por eles. Devido à abundância de tons terrosos de seu ambiente, como vermelhos, marrons, amarelos e verdes, os tecelões fizeram intrincados padrões e desenhos vibrantes em suas roupas. Embora a roupa tradicional mexicana tenha sofrido vários períodos de mudança, ela manteve a sua beleza pela qual ainda é admirada.

Outras pessoas estão lendo

Estilos tradicionais

Os estilos tradicionais de roupa mexicana incluem os trajes diários e os tradicionais. As roupas diárias para as mulheres normais são blusa e saia na altura do tornozelo ou joelho. Também usam uma túnica sem mangas, chamada de huipil e um tipo de xale, chamado de rebozo. A moda masculina cotidiana é camisa, calças, botas, sombrero e uma capa grande, chamada de sarape. Os trajes tradicionais do México eram usados em férias e ocasiões especiais. O traje inclui o vestido de puebla, o quechquemitl e o traje de charro.

Função

A roupa tradicional mexicana foi feita não só para a estética, mas também para o conforto, proteção e funcionalidade. O huipil leve e arejado mantém as pessoas frescas e confortáveis enquanto o chapéu de sombrero tradicional protege quem o usa da exposição ao sol. Algumas peças de roupa podem servir para vários objetivos. Os nativos podem vestir seu rebozo ou usá-lo para levar um bebê ou outras mercadorias. Os desenhos da roupa tradicional mexicana servem também para informar o sexo, comunidade, etnia, classe ou estado civil do portador.

Influências

Muitas das características da roupa mexicana tradicional são devido à influência estrangeira. Quando os espanhóis conquistaram o México em 1521, trouxeram mudanças políticas e culturais. O vestuário mexicano pós-colonial surgiu como uma mistura de estilos nativos e europeus. Sua influência foi maior em roupas masculinas, como a camisa, calças e botas de estilo europeu, que se tornaram roupas de uso diário. A influência europeia é parcialmente responsável pelo que identificamos como a tradicional roupa mexicana agora.

Materiais de fabricação

Os nativos pré-coloniais produziam roupas mexicanas tradicionais em um tear de correias. O tear de assoalho da Europa o substituiu posteriormente. Os indígenas pré-coloniais usavam principalmente algodão, cascas e uma planta nativa chamada agave para a fabricação de roupas. Quando os europeus introduziram os ovinos na área, a lã, juntamente com a seda, foram incorporadas. Para dar às suas roupas cores vibrantes, os nativos originalmente usavam pigmentos de plantas locais. Eventualmente, eles foram substituídos por anilina e tintas acrílicas provenientes da Europa.

Roupas modernas

A civilização moderna pode ter um impacto ainda maior sobre o futuro da roupas mexicanas tradicionais que os conquistadores europeus. Enquanto influências estrangeiras trouxeram alterações meramente estéticas e de fabricação, a moda moderna ameaça erradicar completamente a tradição. Hoje, os jeans e as camisetas substituíram os huipils e quechquemitls no México moderno. No entanto, muitos moradores de cidades pequenas ainda preferem os trajes tradicionais. Mesmo nas cidades maiores, muitos cidadãos mexicanos modernos ainda incorporam vestimentas tradicionais em seus trajes modernos.

Não deixe de ver

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2014 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media