Procedimentos para transfusão de sangue canino

Escrito por caitlin kendall | Traduzido por gabriel medinat

Assim como os seres humanos, os cães podem eventualmente precisar de transfusões de sangue como parte de uma emergência médica. Infelizmente, existem muito poucos bancos de sangue caninos. Transfusão de sangue canino é ainda mais complicada pelo fato de que os caninos têm muito mais tipos de sangue do que os seres humanos e, portanto, são mais difíceis de encontrar um sangue correspondente. Ao realizar uma transfusão de sangue canino, veterinários sempre seguem um conjunto de procedimentos destinados a preservar a saúde do doador e do receptor.

Outras pessoas estão lendo

Exigências do doador

Os doadores devem normalmente pesar no mínimo 50 quilos, ter entre 1 e 6 anos de idade, ser relativamente feliz e fácil de lidar e ser capaz de ficar parado por cerca de dez minutos. O doador não deve ter doenças transmissíveis pelo sangue e o seu sangue deve ser testado para o tipo sanguíneo e os anticorpos para garantir que o destinatário não sofra quaisquer complicações na transfusão.

Coleta do doador

A coleta é feita com equipamento idêntico ao que é utilizado nos seres humanos. Uma agulha é inserida em uma artéria (tipicamente a artéria carótida) e cerca de duas xícaras de sangue são removidas. O doador irá substituir o volume perdido muito rapidamente e não deve sofrer nenhum efeito nocivo.

Tipagem e igualação

É confirmado o tipo de sangue e, em seguida, combinado para determinar a compatibilidade. Os cães têm 11 diferentes tipos de sangue, o que significa que é importante assegurar que o sangue recebido ou é do mesmo tipo ou é de um doador universal. O sangue dos dadores do tipo universal pode ser utilizado para qualquer tipo de sangue canino. A combinação garante que o cão não desenvolva uma sensibilização prévia aos antígenos no sangue do doador, o que poderia causar mais complicações.

Receptores

Receptores de transfusão de sangue canino são muitas vezes cães que tiveram hemorragia e precisam de um volume de sangue considerável a ser substituído. Outras razões para transfundir um cão incluem anemia aguda ou crônica ou outras doenças do sangue. Dependendo do tamanho do receptor e a quantidade de sangue necessário, o processo pode levar alguns minutos ou horas.

Processo

O doador de sangue e os produtos sanguíneos podem ser armazenados por diferentes períodos de tempo. Quando necessário, é aquecido ou descongelado, ligado a um IV e transfundido lentamente em uma veia do destinatário. O sangue é administrado lentamente e deve passar por um filtro para ajudar a diminuir a chance de uma reação ruim. Os cães que necessitam de transfusões repetidas têm maior risco de desenvolver uma sensibilização para os tipos de sangue, e por isso devem ser combinados com o sangue do doador toda vez que receber uma transfusão.

Não deixe de ver

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2014 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media