Quais são algumas das implicações da Teoria dos traços de personalidade?

Escrito por michael brent | Traduzido por henry alfred bugalho
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais são algumas das implicações da Teoria dos traços de personalidade?
A teoria dos traços de personalidade tenta explicar porque agimos como agimos (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Os psicólogos têm estudado os traços de personalidade das pessoas desde os primórdios da disciplina, particularmente no esforço para determinar quais traços são predeterminados geneticamente e quais são aprendidos. Um dos primeiros psicólogos a estudar os traços de personalidade foi Carl Jung, cujo trabalho levou ao desenvolvimento do teste do tipo de inventório de personalidade de Myers-Briggs, que divide os traços em categorias amplas baseadas nos quatro tipos de funções junguianas de pensamento, sentimento, sensação e intuição.

Outras pessoas estão lendo

A Teoria dos traços de personalidade

Nossos traços são o que nos fazem quem somos, e é por isto que os traços são de grande interesse para os psicólogos. Nossos traços podem ser vistos geralmente no modo como interagimos com os outros. O psicólogo Gordon Allport seguiu os passos de Jung e acreditava que cada pessoa tem um pequeno número de traços de personaliadde predominantes. Em casa pessoa, contudo, um traço particular ofuscará os outros e se tornará o traço de personalidade dominante. Allport chamava-os de traços cardeais.

Adequeção a tarefas

A teoria dos traços de personalidade pode ser usada para dar uma informação construtiva sobre as habilidades de liderança de uma pessa em uma variedade de organizações. A teoria dos traços permite uma compreensão aprofundada da personalidade de um empregado e o modo como estes traços particulares podem afetar potencialmente outros na organização. A teoria dos traços faz com que o gerente seja consciente das forças e fraquezas dos empregados, e assim eles obtenham uma compreensão de como podem desenvolver suas qualidades de liderança.

Implicações de gerenciamento

Outra implicação da teoria dos traços é que a personalidade pode influenciar no quão bem ou mal adequada uma pessoa pode ser para uma tarefa ou trabalho em particular. Por exemplo, uma pessoa tímida e introvertida dificilmente encontrará sucesso como um orador público. Pelo contrário, um extrovertido com a necessidade de estar constantemente cercado por pessoas provavelmente não será adequado a um trabalho de guarda noturno. Por fim, a teoria dos traços de personalidade implica que o conhecimento de seus próprios traços podem ajudá-lo a ser bem-sucedido em qualquer coisa que fizer, pois você pode tomar decisões que sejam consistentes com seus traços.

Outras implicações

Uma das implicações principais da teoria dos traços é que nossos traços dificilmente mudam, principalmente se formos predispostos geneticamente para alguns deles. A teoria dos traços de personalidade também implica que um traço particular não pode ser influenciado por fatores ambientais. Por exemplo, uma pessoa pode ser tímida e quieta quando cercada por estranhos, e assim ser classificada como introvertida. Contudo, a mesma pessoa pode ser gregária e faladora quando cercada por amigos, assim apresentando traços de um extrovertido. Neste caso, a teoria dos traços implica que a pessoa será introvertida ou extrovertida, apesar de ambas características serem evidentes em diferentes circunstâncias.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível