Tratamentos com ouro para artrite reumatoide

Escrito por peggy deland | Traduzido por fabiana silva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tratamentos com ouro para artrite reumatoide
uso terapêutico de ouro para tratar a artrite reumatoide (Image courtesy of Brian Hoskins.)

Os compostos de ouro têm sido usados desde o início do século XX para tratar a artrite reumatoide. Embora recentemente esse tratamento tenha deixado ser utilizado pelos reumatologistas para tratar essa doença, ele ainda é usado como um último recurso. Os compostos de ouro podem ser administrados como injeções intramusculares em um consultório médico ou em cápsulas que só podem ser adquiridas sob prescrição. Os mais comumente usados são o tiomalato sódico de ouro (Aurolate ou Myochrysine) e auranofina (Ridaura). A tioglucose de ouro (Solganal) foi descontinuada em 2002 devido à baixa procura por essa formulação.

Outras pessoas estão lendo

Função

Os compostos de ouro são um tipo de DMARD (sigla em inglês para medicamento anti-reumático modificador da doença) utilizado para tratar a artrite reumatoide. Embora até os anos 90 eles eram o tratamento preferido para essa condição, hoje já não são mais utilizados com tanta frequência. Os outros tratamentos, como o metotrexato, medicamentos contra a malária e inibidores do fator de necrose tumoral (TNF) geralmente são preferidos em virtude de seu menor risco de toxicidade. Os compostos de ouro geralmente são usados apenas quando os outros medicamentos não proporcionam o alívio suficiente. O mecanismo de ação desses compostos não é bem compreendido; uma teoria aponta que eles bloqueiam a liberação de uma molécula que provoca a inflamação nas articulações.

Considerações

A maioria dos pacientes com artrite reumatoide não precisará usar compostos de ouro. Essas drogas estão entre as últimas opções de tratamentos para a artrite reumatoide grave e progressiva. Embora os compostos sejam bastante eficazes, eles estão associados com uma variedade de efeitos adversos desagradáveis e, às vezes, perigosos que limitam o seu uso. Aproximadamente 35% das pessoas que são tratadas com os compostos de ouro devem parar de usar a medicação, em virtude dos efeitos colaterais graves. Eles são eficazes em 30 a 50% dos pacientes com artrite reumatoide severa, mas normalmente não oferecem alívio sintomático durante vários meses depois de o tratamento ser iniciado.

Advertência

Os compostos de ouro estão associados com muitos efeitos colaterais, alguns dos quais podem ser potencialmente fatais. Esses medicamentos demonstraram causar má formações e não devem ser usados durante a gravidez. Eles também podem ser transferidos para o leite materno e, devido à sua toxicidade, não devem ser tomados por mulheres que estejam amamentando. Vários medicamentos podem causar interações quando ingeridos com compostos de ouro, incluindo a hidroxicloroquina (Plaquenil) e a penicilamina (Cuprimine), ambos também são usados no tratamento da artrite reumatoide. O acompanhamento rigoroso, incluindo a realização de exames físicos e de sangue frequentes, são necessários quando o tratamento com compostos de ouro é administrado.

Efeitos

Além de melhorar os sintomas da artrite reumatoide, os compostos de ouro podem causar uma série de efeitos colaterais. A sensibilidade ao sol comumente ocorre nas pessoas que estão sendo tratadas com esses medicamentos e, se precauções não forem tomadas, queimaduras graves poderão ocorrer. Os compostos de ouro injetados podem causar uma reação imediata que inclui tontura, náusea, vômito, desmaios e sudorese aumentada. Esses sintomas geralmente duram apenas alguns minutos. Algumas pessoas experimentam dor nas articulações por 24 a 48 horas após as injeções. Esse efeito geralmente torna-se menos grave ou desaparece por completo após várias aplicações. Os outros efeitos adversos que podem ocorrer resultantes do tratamento com ouro incluem sensibilidade na língua e boca, erupções cutâneas, prurido, descamação na pele, úlceras e feridas na boca, sangue na urina, cólicas abdominais, indigestão, perda de apetite, diarreia, náuseas e vômitos.

Tipos

Dois compostos de ouro são atualmente utilizados no tratamento da artrite reumatoide. Eles são tiomalato sódico de ouro (Aurolate ou Myochrysine) e a auranofina (Ridaura). O primeiro é administrado como uma injeção intramuscular em consultório médico, enquanto que a auranofina é prescrita na forma de cápsula para ser ingerida uma vez por dia. As injeções de ouro normalmente são dadas uma vez por semana, nas primeiras 22 semanas, e após esse período são administradas com menos frequência. As injeções são mais eficazes, mas são associadas com efeitos colaterais mais graves.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível