Como escrever uma carta de apresentação a uma editora

Escrito por christina hamlett | Traduzido por juliana soares
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como escrever uma carta de apresentação a uma editora
Como divulgar seu livro (Visage/Stockbyte/Getty Images)

Se você acabou de digitar "Fim" em seu primeiro romance ou está se aventurando com um esboço de uma história real que sempre quis escrever, mais cedo ou mais tarde precisará implorar pelo interesse de uma editora para lê-lo. Se você parar para pensar que editoras recebem dez mil solicitações de leitura de textos para publicação por ano, pode concluir que somente as cartas de apresentação que chamam a atenção desde a primeira frase são escolhidas para ser algo além de papel de rascunho. Temos algumas dicas de como fazer sua carta de apresentação se destacar da concorrência.

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Imaginação
  • Computador
  • Acesso à Internet
  • Um telefone
  • Material de escritório profissional e envelopes
  • Selos

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Pesquise sobre mercados apropriados para seu texto ou proposta. Um dos melhores jeitos de se fazer isso é comprar uma cópia do "Writer's Market" (Marketing do Escritor, em tradução livre), uma lista anual de fontes publicada pelo "Writer's Digest Books". Esse material abrangente lista as necessidades do mercado, requisitos para propostas e informações de contato para livros de ficção e não ficção, assim como uma gigantesca relação de revistas, agentes e concursos de escritores.

  2. 2

    Faça uma lista das editoras que seriam as mais receptivas para o seu projeto. Você não vai, por exemplo, enviar uma carta sobre seu romance espetacular para uma editora que só está interessada em textos sobre agricultura, nem vai enviar o seu livro ilustrado infantil para uma editora que informa claramente "Nós não trabalhamos com livros ilustrados infantis". Muitos novos autores, no entanto, acreditam que regras existem para serem quebradas e perderão seu precioso tempo, energia e selos metralhando cartas em mercados não apropriados. O pensamento, nesse caso, parece ser que o trabalho deles é tão excepcional que o editor dirá "Oh! Vamos mudar toda nossa política para conseguir acomodar esse gênio em nossas publicações". Não, as coisas não funcionam assim. Da mesma forma, novos escritores não dão atenção a algumas regras desagradáveis como "Nós recebemos somente requisições enviadas por agentes", "Nós não recebemos textos por e-mail" ou "Não envie nada entre os meses de maio e setembro". Pode acreditar. Eles realmente estão dizendo a verdade.

  3. 3

    Identifique a editora ou departamento apropriado para o qual as cartas de solicitação devem ser enviadas. Em editoras grandes, por exemplo, haverá vários editores relacionados e as áreas pelas quais eles são responsáveis. Antes de escrever sua carta, contudo, é recomendável ligar e confirmar se os dados estão atualizados. O que muitos escritores não percebem é que normalmente há uma grande rotatividade entre os funcionários em editoras, especialmente entre as maiores. Confirmar se a pessoa certa ainda está lá demonstra que você fez sua lição de casa. Sendo sua solicitação enviada por e-mail ou carta (e muitos editores ainda preferem a segunda opção), o destinatário não deve ser tratado como parente ou amigo, por exemplo. Mesmo que o "João" lhe convide a chamá-lo pelo primeiro nome, em uma correspondência ele deve ser chamado de "Senhor".

  4. 4

    Chame a atenção do editor com uma pergunta, uma frase provocativa, uma estatística interessante ou mesmo um pequeno trecho do livro. Assim será composto o primeiro parágrafo da sua carta. Exemplo 1: O chefe de Janet, Sr. Peevish, avisou-a que ela seria demitida caso chegasse atrasada ao trabalho mais uma vez. Quando perdeu o trem naquela fatídica manhã de terça-feira, uma parte dela se perguntou se ela deveria mesmo ir ao trabalho e suportar a usual ira de seu chefe. Vinte minutos depois, ela estava correndo por sua vida em meio a uma multidão em pânico. Ela olhou para trás somente uma vez e viu a terrível e infernal destruição, sabendo que de forma alguma o Sr. Peevish poderia ter escapado antes do prédio cair. Exemplo 2: "É só um empurrãozinho para baixo da escada", minha mãe disse, "e o Vovô Ellis não lhe machucará mais". Parecia uma ideia simples naquela época. Mal sabia eu que era uma forma conveniente de ela se livrar de nós dois.

    Logo após o texto atrativo, identifique o título do livro e o gênero.

  5. 5

    Resuma o enredo do seu livro no segundo parágrafo. Brevidade é fundamental, já que sua carta de apresentação não deve exceder uma página. A sinopse deve identificar os personagens principais, o conflito principal, o cenário, o tempo e a resolução. Muitos escritores são relutantes em contar o final porque eles acreditam que um editor em potencial não irá ler o livro todo, já que saberá o que vai acontecer. Na verdade, o que acontece é o contrário. Se é uma história bem contada, o editor irá querer lê-la e ver como o autor lida com todos os elementos, incluindo o desenvolvimento dos personagens, dos diálogos, da estrutura e também a originalidade do tema. Se o seu projeto não é uma ficção (por exemplo, um manual ou um livro de autoajuda), o segundo parágrafo deve descrever brevemente o que o público-alvo irá aprender a fazer. Isso pode ser descrito em um formato de narração ou em uma lista de tópicos.

  6. 6

    No terceiro parágrafo, descreva suas qualificações pessoais e profissionais para escrever o determinado livro. Esse parágrafo também deve incluir quem você acredita ser o público-alvo do livro, como é comparado a livros similares já publicados pela editora e como você planeja ajudar o mercado de livros. Este último elemento é algo que cada vez mais editoras estão buscando, já que elas esperam que os autores tenham um papel ativo na divulgação do livro. Se, por exemplo, você escreveu um manual e costuma dar palestras sobre o assunto por todo o país, com certeza haverá uma venda casada. Da mesma forma, se você é um blogueiro ativo, escreve periodicamente para uma revista ou jornal ou tem visibilidade em uma determinada indústria, o editor irá olhar mais favoravelmente para seu trabalho do que se você simplesmente esperar que a editora faça todo o trabalho pesado para promovê-lo.

  7. 7

    Conclua com um quarto parágrafo bem curto, que informe uma estimativa da quantidade de palavras do livro e se o livro já foi concluído. Para novos autores de ficção, as editoras terão a expectativa de que o livro já esteja concluído. Em casos que não sejam ficção, no entanto, um especialista confiável pode determinar uma data estimada de conclusão sem ter concluído o livro efetivamente. A receptividade à segunda opção seguramente está muito ligada à exclusividade da proposta e se a reputação do autor é boa. Após seu último parágrafo, lembre-se de inserir seus dados completos de contato. Isso significa endereço, telefone e e-mail. Se você tem um site, também pode ser mencionado.

Dicas & Advertências

  • Nunca envie o seu livro completo com a carta, a menos que tenham solicitado isso especificamente. Dessa forma, se o guia de mercado informar que você deve enviar três capítulos como amostra junto com sua carta, para que sua habilidade de escrita seja verificada, não envie nada a mais ou a menos. Simplesmente envie o que estiverem pedindo.
  • Em caso de envio por correspondência, espere pelo menos seis semanas por uma resposta antes de cobrá-la. Não telefone ou os incomode insistentemente.
  • Não use fontes estranhas ou minúsculas ou tinta colorida em sua correspondência. Use tinta preta e as fontes Courier ou Times New Roman tamanho 12, que são as mais agradáveis para leitura.
  • Não identifique seu livro como sendo o próximo "E o vento levou", não divulgue histórias dramáticas de como você escreveu esse livro como uma catarse quando seu marido lhe trocou pela secretária safada, não inclua histórias sobre crianças ou animais, não se gabe de que "este livro irá levantar sua empresa depois de todos os livros fracos que vocês têm publicado ultimamente", nem avise que você já comprou o modelo elegante que vestirá no programa do Jô quando o livro se tornar um best-seller de milhões de dólares. Essas informações não lhe dão pontos extras e, na verdade, viram assunto para piadinhas em festas da editora.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível